À véspera da abertura, CEO das Olimpíadas não descarta cancelamento

Às vésperas da abertura das Olimpíadas de Tóquio 2020, Toshito Muto, CEO da competição, não descartou o cancelamento de última hora dos jogos por conta do aumento do número de casos da covid-19.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira, 20/7, Muto deixou claro que ainda há uma discussão relacionada ao assunto.

“Nós concordamos que, baseados na situação do coronavírus, conversaríamos novamente. Nesse momento, os casos podem cair ou subir, então vamos pensar no que fazer quando a situação mudar” disse Muto.

Em dados revelados pelo comitê organizador do evento, o número de infectados pela doença na Vila Olímpica já chegou a quatro. São eles, dois jogadores de futebol da África do Sul, um jogador de vôlei de praia da República Tcheca e uma ginasta reserva dos Estados Unidos.

Vale lembrar que hoje, 20/7, às 21h, as atletas de Softbol do Japão e da Austrália já abrem as disputas nas Olimpíadas. O futebol feminino será abrirá a participação brasileira no evento, nesta quarta-feira, às 5h, contra a China.

 

Fonte: Metrópoles

print