Brasil conquista mais quatro medalhas e garante dois pódios

A terça-feira (3) do Brasil nas Olimpíadas foi mais um dia histórico. Com quatro medalhas conquistadas e dois pódios garantidos, o país se aproximou das 19 conquistas que obteve no Rio de Janeiro, em 2016 . Assim como aconteceu em território brasileiro, há cinco anos atrás, a dupla Martine Grael e Kahena Kunze mais uma vez levou o ouro na categoria 49erFX da vela.

O segundo ouro olímpico das duas veio após uma largada muito boa, onde a dupla administrou com tranquilidade a briga com as rivais na baía de Enoshima. Na última regata, elas ficaram na terceira colocação, mas à frente das adversárias diretas pelo título, as holandesas Annemiek Bekkering e Annette Duetz, que levaram o bronze, e as alemãs Tina Lutz e Susann Beucke, que terminaram com a prata.

Do atletismo, vieram mais dois bronzes. O primeiro foi com Alison dos Santos, nos 400 metros com barreiras. Conhecido como “Piu”, o paulista, de 21 anos, cruzou a linha de chegada com 46s72, estabelecendo o novo recorde sul-americano da prova. O ouro ficou com o norueguês Karsten Warholm, com novo recorde mundial de 45s94. E a prata acabou com o estadunidense Rai Benjamin, que terminou com o tempo de 46s17.

Depois de Alison, foi a vez de Thiago Braz, do salto com vara, subir ao pódio olímpico. Medalhista de ouro no Rio de Janeiro, o brasileiro saltou 5,87 metros e conseguiu estabelecer sua melhor marca na atual temporada, mas acabou ficando apenas com o bronze. A prata ficou com o estadunidense Christopher Nilsen, que saltou 5,97 metros e o ouro com o sueco Armand Duplantis, recordista mundial da prova, com 6,02 metros.

Por fim, o boxeador Abner Teixeira também conquistou uma medalha de bronze. Na categoria “peso pesado”, de até 91 quilos, o paulista foi derrotado nas semifinais pelo cubano Julio La Cruz, que venceu por decisão dividida, por 4 a 1.Quem também já garantiu medalha no boxe foi Beatriz Ferreira, que luta na categoria de até 60 quilos e que também está nas semifinais. Além dela, a seleção masculina de futebol passou para a final e garantiu a 17ª medalha para o Brasil.

 

Fonte: O Hoje

print