Parede de iceberg do museu do Titanic desaba e fere visitantes nos EUA

Uma parede de gelo desabou na segunda-feira (2) na atração do Titanic Museum, ferindo três visitantes de um popular ponto turístico nas Smoky Mountains do Tennessee, nos Estados Unidos.

O Corpo de Bombeiros de Pigeon Forge chegou ao museu às 20h11 depois de receber uma ligação relatando um incidente traumático, disse o chefe  da corporação Tony L. Watson à CNN.

Os bombeiros ajudaram os socorristas a fazer a triagem das vítimas e a prepará-las para o transporte.

Um paciente foi levado de avião para o Centro Médico da Universidade do Tennessee, em Knoxville, a cerca de 48 quilômetros de distância, disse Watson. Os outros dois foram levados de ambulância para o LeConte Medical Center em Sevierville. Suas condições não foram divulgadas.

“Nem é preciso dizer que nunca teríamos esperado que um incidente como esse ocorresse, pois a segurança de nossos hóspedes e tripulantes está sempre em primeiro lugar. Temos orgulho da qualidade de nossa manutenção e adotamos medidas para garantir a segurança adequada as diretrizes são mantidas”, disseram os proprietários Mary Kellogg Joslyn e John Joslyn em um comunicado publicado na página do museu no Facebook.

O museu se autodenomina a maior atração do mundo do Titanic e permite que os visitantes colem as mãos na água de 28 graus para sentir o que os passageiros experimentaram na viagem condenada do navio de cruzeiro, de acordo com seu site. Também possui uma grande parede de gelo em forma de iceberg que os hóspedes podem tocar.

“Algo fez com que o gelo caísse daquela parede”, disse Watson.

A equipe havia fechado o museu e estava limpando a área quando os bombeiros chegaram. “A equipe do Titanic fez um excelente trabalho ao tirar as pessoas da área e descer as escadas e, em seguida, evacuá-las do prédio”, disse Watson.

O museu foi reaberto na terça-feira, de acordo com um post em sua página do Facebook.

 

Fonte: CNN

print