GP do Japão de F1 é cancelado devido ao aumento da Covid-19

A Fórmula 1 confirmou nesta quarta-feira, 18 de agosto, que o Grande Prêmio do Japão foi cancelado devido ao aumento de casos de Covid-19 no país.

A decisão sobre se a corrida aconteceria foi definida com base em como os Jogos Olímpicos recentes foi afetado pela situação.

Com o aumento de casos em todo o país, a F1 confirmou que não havia outra escolha a não ser cancelar o evento pelo segundo ano consecutivo.

“Após as negociações que estavam acontecendo com o promotor e as autoridades japonesas, o governo japonês decidiu cancelar a corrida desta temporada devido às complicações da pandemia no país”, disse a F1 através de comunicado.

“A Fórmula 1 agora está trabalhando nos detalhes do calendário revisado e anunciará os detalhes finais nas próximas semanas.

“A Fórmula 1 provou este ano, e em 2020, que pode se adaptar e encontrar soluções para as incertezas do momento e está empolgada com o nível de interesse dos locais para sediar eventos da Fórmula 1 este ano e além”, concluiu.

Existe a possibilidade de uma segunda corrida acontecer nos Estados Unidos, no Circuito das Américas;

As atuais restrições de viagens representam um grande obstáculo para outros locais, incluindo Turquia, México e Brasil, que permanecem na lista vermelha do Reino Unido e exigem uma quarentena de 10 dias – embora São Paulo tenha confirmado a corrida no Brasil nesta semana.

A F1 atualmente não tem isenções para esses países, o que significa que mais de 1.000 funcionários das equipes com sede no Reino Unido, assim como a Pirelli, Honda, FIA e os membros da mídia, seriam afetados.

Os países do Oriente Médio parecem uma boa opção neste momento, com o Bahrein pronto para receber uma segunda corrida, o Qatar também já foi citado no paddock da F1 para receber uma corrida no circuito de Losail, utilizado pela MotoGP.

 

Fonte: Terra Automobilismo 

print