Netflix lança trailer da primeira série original da plataforma feita na Nigéria

O trailer de um dos filmes mais esperados de Nollywood, King Of Boys: O Retorno do Rei foi lançado na segunda-feira (16) e animou os fãs da história de crime e thriller político, que se autodenominam KOB Army.

O projeto de sete partes é a primeira série original da Netflix da Nigéria e uma sequência do aclamado filme King of The Boys, de 2018, dirigido pela diretora Kemi Adetiba.

Os fãs agora podem dar uma olhada no que esperar – a formidável empresária Eniola Salami, interpretada pela veterana de Nollywood Sola Sobowale, retorna à Nigéria após um exílio de cinco anos ansiosa para aplicar punições cruéis a seus adversários.

Após o sucesso do primeira longa, que arrecadou mais de 450 milhões nairas nigerianos (cerca de US$ 1 milhão) nas bilheterias, Adetiba anunciou que uma sequência estava em andamento.

Depois de uma espera de dois anos, ela revelou que a sequência inicialmente planejada para ser um filme será uma série limitada do Netflix Original.

Exército KOB

O Exército KOB mostrou um imenso apoio à franquia desde o primeiro filme, com fãs fazendo planos para ir a festas e usar roupas especiais quando a série estrear em 27 de agosto na Netflix.

À medida que o dia de lançamento da sequência se aproxima, a expectativa aumenta, pois muitos esperam ansiosamente para ver O Retorno do Rei. Mas os fãs não são os únicos ansiosos; Adetiba descreve o peso da expectativa como “aguardar um boletim escolar do último ano e meio de minha vida”.

“Minha ansiedade hoje em dia varia de entorpecida a severa…então eu também estou ansiosa, ela diz.“ Mas estou absolutamente emocionada com o amor e apoio do Exército KOB. Tem sido tão avassalador. A enorme expectativa simplesmente nos mostra o quão amado KOB 1 é.”

King of Boys tem sido um filme de destaque para a Nollywood moderna. Foi o segundo filme de Adetiba, cuja estreia na direção, The Wedding Party, foi o filme unânime de Nollywood do ano de 2016, sendo o filme de maior bilheteria até janeiro de 2021 e destacando Adetiba, que já deixou sua marca na indústria musical e televisiva, como um cineasta notável.

A nova sequência verá personagens antigos do original, incluindo a atriz Toni Tones, que repete seu papel como a jovem Eniola Salami e o músico Reminisce como Makanaki.

Ele também apresenta novos personagens que têm um osso para escolher com Salami. Entre eles estão os experientes atores Nse Ikpe-Etim e o galã de Nollywood Richard Mofe Damijo.

King of Boys é uma mudança da comédia alegre de The Wedding Party para o mundo escuro e cheio de crimes de Eniola Salami, cuja busca pelo poder deixa um rastro de cadáveres em seu caminho.

Foi uma aposta que valeu a pena em uma indústria conhecida ultimamente por produzir principalmente comédias para atender à demanda do público. Dos 10 filmes de maior bilheteria de Nollywood, King of Boys é o único thriller da lista.

Confiando no público

Adetiba diz que o lançamento bem-sucedido a ensinou a não prender o público.

“Lembro-me de uma vez na escola de cinema, um instrutor disse: ‘Se você tratar seu público como pessoas inteligentes, eles vão adorar você por isso’”, diz ela.

“Sim, disseram-me que o público não estava pronto para um filme como KOB.” Mesmo assim, Adetiba e seu irmão, Remi Adetiba, que co-produz a franquia, persistiram em trazer o projeto à luz.

“Estávamos todos orrendo na fé cega, faça grande ou não precisa fazer. Foi o nosso próprio momento ‘fazer com medo’, mas pulamos no fundo do poço, e nosso incrível público, também conhecido como Exército KOB, nos agradeceu com seu apoio massivo. Exatamente como meu instrutor disse.”

Não apenas o gênero era um desvio da norma na Nollywood moderna, mas sua figura principal era complexa de uma forma que raramente é feita na indústria, onde os personagens são geralmente retratados como bons ou maus.

Adetiba diz que foi vital para ela destacar essa complexidade porque ela reflete a vida real.
“Eu amo que meus personagens sejam identificáveis…Existem muitas facetas para você e eu. Entender isso e então criar um personagem que seja unidimensional é uma injustiça.”

“Por isso, quando estou criando um personagem como Eniola Salami…estou interessada em quem ela é para todas essas pessoas diferentes. Na vida de Eniola, temos sua família, aqueles que ela encontra na vida cotidiana, seu legítimo clientes de negócios, então suas interações…no ‘submundo’. ”

Adetiba afirma que a produção foi um verdadeiro trabalho de amor e promete um grande momento.

“Jogamos tudo nesta produção…incluindo a pia da cozinha. Demos tudo o que tínhamos, então é um produto de amor real, sangue, suor e lágrimas. O mais importante de tudo, é uma ótima história.”

 

Fonte: CNN

print