Papa Francisco pede que todos se vacinem contra Covid: “Gesto de amor”

O papa Francisco fez um apelo, nesta quarta-feira (18/8), para que as pessoas se vacinem contra a Covid-19 a fim de que o mundo possa caminhar até o fim da pandemia. Ele pediu também pela distribuição justa do imunizante para todas as nações.

“A vacinação é uma forma simples, mas profunda, de promover o bem comum e cuidar uns dos outros, especialmente dos mais vulneráveis. Rezo a Deus para que todos possam contribuir com seu pequeno grão de areia, seu pequeno gesto de amor”, disse o papa em uma mensagem de vídeo feita pelo Conselho de Publicidade e a coalizão de saúde pública Covid Collaborative, um grupo sem fins lucrativos dos Estados Unidos.

Quando foi vacinado, em janeiro deste ano, Francisco afirmou que a ação se tratava de uma obrigação ética.

A desconfiança, a hesitação e o negacionismo sobre as vacinas por parte da população de nações ricas, com amplo acesso aos imunizantes, mostraram-se um desafio para os governos e entidades de saúde que tentam de tudo para atrair seus cidadãos, ofertando prêmios em troca da injeção para evitar a disseminação do novo coronavírus e de novas variantes.

“Graças à graça de Deus e ao trabalho de muitos, agora temos vacinas para nos proteger da Covid-19”, disse o Papa. “Elas nos dão a esperança de acabar com a pandemia, mas apenas se estiverem disponíveis para todos e se trabalharmos juntos”, afirmou, lembrando das nações mais pobres que ainda não têm acesso à imunização em larga escala. (Com informações da Agência Reuters)
Fonte: Metrópoles
print