Com show de cores, Japão dá as boas-vindas aos Jogos Paralímpicos

As Paralimpíadas de Tóquio 2020 estão oficialmente abertas. O evento, que aconteceu no Estádio Olímpico da capital japonesa, contou com as 123 delegações que buscarão o topo do quadro de medalhas.

A festa contou com muitos aspectos da cultura japonesa, como as luzes, danças tradicionais e roupas típicas do Japão. O tema da abertura foi “We have Wings”, “Nós Temos Asas”, com o objetivo de inspirar a coragem dos atletas a voarem não importa para onde o vento sopre.

Um show de cores tomou conta dos céus de Tóquio. Em diversos momentos, o evento trouxe o brilho de todos os países que participam das Paralímpiadas.

Brasil na área

Uma das estrelas da festa foi a “Pequena Monoasa”, interpretada por Yui Wago. Ela foi a responsável por mostrar que todos podem voar, independente de sua limitação.

A delegação brasileira foi representada por Evelyn Oliveira, atual campeã olímpica na bocha, e Petrúcio Ferreira, homem mais rápido do mundo nos 100m rasos. Além deles, a técnica da classe BC4 da bocha e staff de Evelyn, Ana Carolina Alves, e o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro, Alberto Martin, também entraram com a bandeira.

Os dois atletas entraram com muita energia e aproveitaram para se divertir muito enquanto desfilavam.

Um dos momentos mais marcantes da festa foi a entrada da bandeira do Afeganistão carregada por um voluntário dos Jogos, em ato de solidariedade ao país. Com o avanço do Talibã, os atletas foram impedidos de viajar.

O brasileiro Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Internacional agradeceu todo o apoio para que os jogos acontecessem. “Não acredito que realmente estamos aqui. Muitos duvidaram que esse momento fosse chegar, mas graças aos esforços de todos, conseguimos entregar Jogos seguros para atletas, técnicos e para a sociedade japonesa”.

E coube ao Imperador Naruhito anunciar o início dos Jogos. “Declaro oficialmente abertos os Jogos Paralímpicos de Tóquio”.

 

Fonte: Metrópoles

print