Em sete dias, número de casos de Covid-19 registrados em boletim goiano tem alta de 17,6 mil

Dados apresentados no boletim de atualização sobre a Covid-19 disponível diariamente no portal do Governo do Estado de Goiás mostram que, em uma semana, foram diagnosticados novos 17.689 casos da doença no estado. Isso, porque o número de casos registrados na última terça-feira, 17, era de 784.742, quantidade que subiu para 802.431, nesta terça, 24. Durante esse período, 342 pessoas foram a óbito, vítimas do coronavírus.

Apesar do aumento no número de casos registrados, a taxa de letalidade apresentou redução de 0,02%, passando de 2,79% para 2,77%. Atualmente, a taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) estaduais voltadas ao tratamento da Covid-19 se encontra em 63%, com 215 leitos disponíveis. Na enfermaria, essa porcentagem cai para 46%, com 374 unidades vagas.

A quantidade de doses aplicadas, como forma de conter o quadro da doença no estado aumentou progressivamente, especialmente com a chegada de novas doses. No estado, até a última terça, haviam sido aplicadas mais de 3,5 milhões, número que subiu para mais de 3,8 milhões em uma semana (cerca de 290.209 novas doses aplicadas). Assim como alguns municípios da região metropolitana, a capital goiana chegou a faixa etária dos 18 anos na imunização contra a doença.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o pesquisador da FioCruz, Leonardo Bastos, demonstrou preocupação quanto ao aumento de hospitalizações que tem atingido estados como Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro. O pesquisador tem feito uma correção do atraso das notificações com o objetivo de compreender como esses dados se comportam em tempo real. “Infelizmente eu acertei [nas projeções], o aumento está de fato acontecendo no Rio. Em outros estados também, como São Paulo e Goiás, mas não na mesma velocidade”, esclareceu.

 

Fonte: Jornal Opção

print