Atleta afegã estreia nas Paralimpíadas após saída secreta do país

A afegã Zakia Khudadadi competiu nos Jogos Paralímpicos nesta quinta-feira (2) e se tornou a primeira mulher de seu país a fazê-lo desde Atenas 2004, depois de um esforço internacional secreto para ajudar a atleta de taekwondo a sair de Cabul, hoje controlada pelo Taliban.

A esportista de 22 anos e seu compatriota Hossain Rasouli chegaram a Tóquio no sábado via Paris depois que Khudadadi gravou um vídeo apelando por ajuda para deixar a capital do Afeganistão na esteira da chegada do Taliban ao poder.

Nesta quinta-feira, Khudadadi entrou na arena de competição Makuhari Messe de Chiba usando um hijab branco para a primeira luta da estreia paralímpica do esporte. Ela foi a segunda mulher a competir por seu país na Paralimpíada, que começou em 1960.

print