Polícia apreende material tático voltado a ataques como os de Araçatuba

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo apreenderam na quinta-feira (01) material tático que poderia ser utilizado em ataques como os realizados em Araçatuba, onde criminosos coordenaram um assalto aos bancos da cidade na segunda-feira (30).

A ação ocorreu nas cidades de Rio Claro e São Pedro, no interior paulista. Dois homens foram presos, incluindo um procurado por homicídio, que apresentou um documento falso no momento da prisão.

Segundo o Deic, foram apreendidas roupas camufladas, luvas, lanternas de cabeça, coletes balísticos, camel bag, botas táticas e binóculos, além de munições .40 e .380. Havia também uma máquina de contar dinheiro, além de equipamentos para a produção de drogas.

A descoberta dos materiais surgiu durante cumprimento de mandados de busca e apreensão obtidos por policiais da 5ª Delegacia Patrimônio, que conduz investigações sobre roubo a banco.

No entanto, a Secretaria de Segurança Pública ainda não confirmou uma relação entre as apreensões e as investigações do ataque à Araçatuba.

O ataque em Araçatuba

A cidade de Araçatuba viveu momentos de terror na madrugada de segunda-feira (30) com o assalto a três agências bancárias por, pelo menos, 20 homens fortemente armados que invadiram o município.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram que, durante a fuga, o grupo fez uso de reféns como “escudo humano” nos carros em movimento.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), três pessoas morreram – duas seriam moradoras da cidade e uma suspeita de integrar o grupo –, três ficaram feridas e sete suspeitos foram presos até o momento.

 

Fonte: CNN

print