Fórmula 1: Williams anuncia Albon e renova com Latifi para temporada 2022

A Williams anunciou nesta quarta-feira (8/9) a contratação do piloto tailandês Alexander Albon para a temporada 2022 da Fórmula 1. Com isso, ele assume a vaga deixada pelo britânico George Russell, que vai para a Mercedes no lugar do finlandês Valtteri Bottas. Além disso, o canadense Nicholas Latifi renovou o seu contrato por mais um ano.

A rapidez da decisão surpreende, dada a novela que se formava nos bastidores da Fórmula 1. Albon era o motivo de uma queda de braço entre Mercedes e Red Bull: a primeira só queria o tailandês na Williams se rompesse os vínculos com a segunda. Não foi necessário, com Alex mantendo o apoio dos austríacos.

No caso de Latifi, a renovação é um alívio. O canadense ouviu da Williams que aporte financeiro não era mais um fator determinante para renovar o contrato. O talento faria a diferença, portanto. A boa fase do piloto, que pontuou em dois GPs seguidos em 2021, parece ter feito a diferença.

Depois de ser preterido na equipe sênior da Red Bull para abrir vaga para o mexicano Sergio Pérez no final da temporada 2020, Albon passou este ano servindo como piloto reserva do time austríaco e competindo no DTM. A Red Bull revelou no mês passado que estava trabalhando em um acordo para garantir o retorno da Albon à Fórmula 1, fosse na Alfa Romeo ou na Williams, depois que ambas as equipes expressaram interesse em contratar o piloto tailandês.

Agora, a Williams anunciou que Albon correrá ao lado de Nicholas Latifi no próximo ano, com o canadense disputando uma terceira temporada com o time inglês. “Estou muito animado e ansioso para retornar a um assento titular de F1 em 2022”, disse o tailandês. “Quando você fica um ano fora da Fórmula 1, nunca há certeza de que fará um retorno, então sou extremamente grato à Red Bull e Williams por acreditarem em mim e me ajudarem em minha jornada de volta ao grid”, seguiu.

“Também foi ótimo ver todo o progresso que a Williams tem feito como equipe este ano e estou ansioso para ajudá-los a continuar essa jornada em 2022”, salientou o piloto, destacando a evolução da escuderia britânica.

print