Correspondente Médico: sobrepeso em crianças e adolescentes aumenta na pandemia

Na edição desta sexta-feira (10) do quadro Correspondente Médico, do CNN Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes repercutiu um estudo publicado no jornal da Associação Americana de Medicina que mediu o impacto da pandemia de Covid-19 na obesidade infantil.

O estudo, feito com dados de quase 200 mil pessoas com menos de 18 anos na Califórnia, mostra que em quase um ano de pandemia, as crianças de 5 a 11 anos ganharam, em média, 2,3 kg a mais do que no ano anterior. Os jovens de 12 a 15 anos tiveram um aumento de peso de 2,31 kg; e os adolescentes de 16 e 17 anos ganharam 1,03 kg.

Chama atenção também a porcentagem de pessoas com sobrepeso ou obesidade nas faixas etárias. Esse número aumentou 8,7% entre 5 e 11 anos; 5,2% entre 12 e 15; e 3,1% entre 16 e 17.

Fernando Gomes lembrou que a grande maioria da população ganhou peso durante o isolamento social, seja por conta de questões como a ansiedade, ou por causa da mudança de rotina.

“As crianças estão em fase de desenvolvimento e, por isso, é natural que ganhem peso. Mas o que preocupa é que além do aumento do peso natural, os pequenos têm ganhado peso a mais”, avaliou o especialista.

“As crianças maiores, de até 17 anos e que têm mais autonomia, acabaram tendo um impacto menor no ganho de peso do que as crianças que dependem mais dos cuidados dos pais ou dos responsáveis.”

O médico ainda faz um alerta para os pais: “Os hábitos, principalmente os alimentares, do sono e aqueles relacionados às atividades físicas são muito influenciados em nosso ambiente. Portanto, não adianta pai e mãe comer de forma desregrada e querer impor limites ao filho, por exemplo.”

 

Fonte: CNN

print