Combate ao narcotráfico em Goiás recebe reforço do Departamento Penitenciário Nacional

Goiás, Tocantins e Mato Grosso do Sul, com apoio do Ministério de Justiça e Segurança Pública, se unem para o combate ao narcotráfico interestadual. Em evento, nesta segunda-feira (11/10), representantes dos estados vão apresentar o balanço de apreensões de drogas e discutirem as operações policiais. Além disso, serão entregues 97 novos veículos à Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP).

Estiveram presentes neste debate o governador do Estado Ronaldo Caiado, o vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa Castro, e os secretários de Segurança Pública Rodney Miranda (Goiás), Antonio Carlos Videira (Mato Grosso do Sul), Cristiano Sampaio (Tocantins) e o procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi.

Dos veículos entregues à DGAP, 89 são carros operacionais locados com recurso do Tesouro Estadual e oito foram doados por meio do Departamento Penitenciário Nacional, do Governo Federal. A gestão estadual irá investir R$ 9,7 milhões na locação de 49 veículos Renault Duster e 40 Renault Master. Já o governo federal doou sete ônibus Iveco e um furgão master, avaliados em R$ 2,9 milhões.

Uma das ocorrências de destaque aconteceu no último dia 2, quando foi apreendida cerca de meia tonelada de cloridrato de cocaína na região central de Goiás, graças à ação conjunta durante abordagem a uma combinação de veículos de carga. A droga foi localizada em fundo falso de uma carreta graneleira que transportava 25 toneladas de sementes de algodão. O motorista, de 38 anos, e o passageiro, de 33, foram presos em flagrante e encaminhados para a Central de Flagrantes. Eles receberiam R$ 30 mil para levar a carga de cocaína até São Paulo. Estima-se um prejuízo de R$ 90 milhões para a organização criminosa.

A operação teve êxito devido ao compartilhamento de informações entre as agências de inteligência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Mato Grosso e de Goiás, Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) e Polícia Civil do Mato Grosso, que resultaram na abordagem do Comando de Operações de Divisas da PMGO e da PRF.

 

Fonte: O Hoje

print