“Bandido grã-fino não se cria no Estado de Goiás”, diz Caiado

O governador Ronaldo Caiado (DEM) apresentou nesta segunda-feira, 11, durante evento que homenageou a integração entre as forças de segurança dos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins, o balanço do trabalho realizado contra narcotráfico pela secretaria de Segurança Pública, no período entre 2019 a 3 outubro de 2021.

De acordo com o governador, foram interceptadas, em Goiás, 134 toneladas de maconha, 9,9 de cocaína, uma de skunk e 898 quilos de crack. Prejuízo às organizações criminosas é de R$ 3,1 bilhões. “Não agimos só com bandido ‘pé de chinelo’. Bandido grã-fino não se cria no Estado de Goiás. Aqui ele cai também, tenha o status que tiver. Nossa tropa tem total liberdade para agir”, disse Ronaldo Caiado.

A integração entre as forças de segurança pública dos diferentes Estados da Federação resulta em prejuízos milionários aos narcotraficantes. No último dia 2 de outubro, por exemplo, uma operação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar do Estado de Goiás e Polícia Civil do Mato Grosso, apreendeu meia tonelada de cocaína na região central de Goiás. Estima-se um prejuízo de R$ 90 milhões para a organização criminosa.

Além disso, atualmente 190 veículos apreendidos em operações policiais, avaliados em mais de R$ 12 milhões, estão em usufruto das forças de segurança do Estado. Eles são utilizados por Polícia Militar (88), Polícia Civil (86), Corpo de Bombeiros (15) e Superintendência de Polícia Técnico-Científica (1). “A polícia tem que se sentir motivada, reconhecida, para que atue com rapidez no combate à criminalidade”, disse o governador.

Concursos Públicos

O Governo de Goiás pretende realizar pelo menos sete certames em 2022, com aproximadamente 2 mil vagas. Elas estão concentradas principalmente nas forças de segurança e salvamento, para os quais estarão disponíveis 1.565 oportunidades. Pelo cronograma do Estado, o primeiro a ser realizado está previsto para maio para contratar 720 soldados e 150 oficiais da Polícia Militar de Goiás (PM-GO).

O segundo será em julho para selecionar 140 soldados e 20 oficiais que vão integrar o Corpo de Bombeiros Militar (CBM). O terceiro certame também será em julho para a contratação de 20 auxiliares de autópsia, 10 peritos e 35 médicos legistas para a Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Secretaria de Segurança Pública (SSP). O último será em outubro e permitirá à Diretoria-Geral da Polícia Civil (DGPC) selecionar 350 agentes, 100 escrivães e 20 papiloscopistas.

O Governo de Goiás iniciou, em setembro de 2020, a nomeação de 100 delegados de polícia aprovados no último concurso. Foi a primeira contratação desde 2014. A atual gestão acabou com a terceira classe de soldados, em março de 2019 e realizou a promoção de 524 policiais civis e 296 policiais técnico-científicos. Foi anunciada, no último dia 21 de setembro, a promoção de 3.130 praças da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO). Esta é a maior promoção já realizada na história da PM-GO.

Viaturas à Polícia Penal

Durante o evento, o governador Ronaldo Caiado entregou 97 novos veículos à Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), com investimento superior a R$ 12,7 milhões. A frota será utilizada nas unidades prisionais do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia e no interior do Estado.

Dos 97 veículos entregues, 89 foram locados com recurso do Tesouro Estadual e outros oito doados por meio do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), do Governo Federal. Na locação, o Estado investiu R$ 9,7 milhões. As novas viaturas, sendo 49 modelo Renault Duster e 40 Renault Master, substituirão a frota anterior, composta pelo modelo Palio Weekend, e promoverão mais agilidade nos deslocamentos das equipes policiais.

 

Fonte: Jornal Opção

print