Turismo em Goiás cresce 115,5% na comparação com 2020, diz IBGE

O volume de atividades turísticas de Goiás cresceu 115,5% em julho deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020. A pesquisa é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mostra ainda expansão no país de 83%. Os dados foram coletados em setembro.

O Observatório da Goiás Turismo, mostra que o avanço da vacinação contra a Covid-19 aos poucos deixa a população mais confiante para viajar.

Além disso, com restrições internacionais ainda vigentes, muitos priorizam viagens domésticas. Há tendência de crescimento de viagens para o interior.

Três em cada 4 brasileiros esperam viajar ainda neste ano

Segundo o boletim da Goiás Turismo, recentemente o site Booking.com, que tem como principal atividade a reserva de hospedagens, realizou uma pesquisa com seus clientes adultos sobre seus planos de viajar, nos próximos 12 meses.

Os dados indicam que três em cada quatro brasileiros, ou seja, 76% se sentem esperançosos em viajar ainda em 2021. O levantamento também mostra que aproximadamente 70% dos entrevistados não se importariam de apresentar um comprovante de vacinação para terem acesso a produtos e serviços turísticos.

Hoje, alguns Estados como o Rio de Janeiro e São Paulo, já exigem a apresentação de um comprovante de imunização, em seus espaços turísticos.

Em Goiás, atualmente, ainda não existe um decreto oficial para regulamentação do comprovante, mas alguns municípios vem estudando a implantação do cartão.

Receita vinda do turismo em Goiás aumentou 131,5%

Dos resultados regionais, todas 12 unidades da federação, onde o indicador é investigado, mostraram expansão nos serviços voltados ao turismo. No que se refere à Receita Nominal, vinda das Atividades Turísticas, na comparação com junho de 2021 e o mesmo período de 2020, o Índice de Receita Nominal das Atividades Turísticas, no Brasil, apresentou expansão de 96,5%. Em Goiás, essa expansão foi de 131,5%.

Apesar do avanço significativo, registrado em relação ao mesmo período do ano anterior, o índice de atividades turísticas, no país, apontou expansão de apenas 0,5%. Em Goiás, foi registrada uma retração de 1,9%, no mesmo período, juntamente com Paraná, São Paulo e o Distrito Federal.

No que se refere à Receita Nominal, proveniente das Atividades Turísticas, no mês de julho de 2021, o Índice de Receita Nominal das Atividades Turísticas, no Brasil, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços – PMS do IBGE, apresentou expansão de 4,7%, comparado ao mês imediatamente anterior.

Em Goiás, essa expansão foi de 2,6%, no mesmo período. Apesar de queda no volume de atividades, frente ao mês anterior, houve um aumento da receita, em função do ajuste de preços de determinados serviços.

Turismo no Brasil

Segundo o Ministério do Turismo, os voos domésticos já recuperaram 80% dos níveis de passageiros que havia antes da pandemia da Covid-19 no Brasil. Enquanto, os voos internacionais tiveram movimentação para o exterior de apenas 30%.

O Ministério espera atingir um patamar de 12 milhões de visitantes internacionais, que seria o dobro do recorde já registrado em 2018, com 6,62 milhões. Nos dois anos anteriores, os dados mostram que os números se aproximaram disso. Em 2019, se esperava bater os 7 milhões.

 

Fonte: Mais Goiás

print