Após críticas, Bolsonaro chega ao G20 de máscara de proteção facial

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou, neste sábado (30/10), à cúpula do G20, em Roma, de máscara, após ser criticado pela imprensa italiana por provocar aglomeração e por não usar a proteção facial na sexta-feira (29/10).

No evento, Bolsonaro foi recebido pelo premiê italiano, Mario Draghi. Contudo, o chefe de Estado brasileiro tirou a máscara para fazer a foto oficial ao lado de Draghi.

As reuniões do evento que reúne as principais economias do mundo estão marcadas para este sábado e domingo (31/10). Na parte de interna do local onde ocorre o evento, algumas pessoas usam o equipamento de proteção facial, mas os líderes, não.

Segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência, Bolsonaro vai se reunir às 16h (11h de Brasília) com o secretário-geral da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Mathias Cormann, e, à noite, participa de jantar oferecido pelo presidente da República Italiana, Sergio Mattarella, aos Líderes do G20.

Na sexta, Bolsonaro deixou a Embaixada do Brasil na Itália, onde está hospedado, pela porta dos fundos e percorreu ruas e vielas de Roma a pé, com cerca de 30 pessoas – entre elas, o filho vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Passaram pela praça do Campo de Fiori, que fica ao lado da embaixada. De lá, seguiram para o Panteão e, depois, para a Fontana di Trevi.

Fonte: Metropoles.

print