EUA vai extraditar para o Brasil soldado que estuprou criança no DF

Alívio. Este é o sentimento da mãe de uma adolescente (foto em destaque) de 14 anos estuprada pelo primo em 2014 — à época do abuso, a menina tinha 6 anos –, no Distrito Federal, após saber que o parente, que fugiu para os Estados Unidos da América (EUA), será extraditado e cumprirá pena no Brasil.

Lucas Carvalho Rollo, 28 anos, foi condenado a 9 anos e 4 meses pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) por estupro de vulnerável, cometido há sete anos, na região de Vicente Pires. O acusado, que tem dupla nacionalidade, tornou-se soldado do Exército norte-americano pouco tempo depois do crime.

O mandado de prisão contra Lucas foi expedido no DF, em agosto de 2017. Ele é natural de Florianópolis (SC), mas tem cidadania americana por ser filho adotivo de uma brasileira com um homem nascido nos EUA.

Fonte: Metropoles.

print