Aparecida flexibiliza medidas sanitárias e permite eventos esportivos com até 1 mil atletas

Aparecida flexibilizou medidas sanitárias e liberou o funcionamento de boates e casas de shows, competições e eventos esportivos, convenções, eventos sociais públicos, privados e corporativos e  ampliou capacidade de público em hotéis e academias. Estabelecimentos devem cumprir medidas sanitárias de distanciamento mínimo e garantir uso de máscara e higienização das mãos.

Convenções e eventos esportivos estão permitidos no município desde que seja limitado a mil atletas participantes, com distanciamento mínimo entre eles durante a prática dos esportes. As torcidas podem participar, mas com limite de 15% da ocupação máxima do público. A ocupação máximo deve ser de 1 mil pessoas em ambientes abertos e 500, em ambientes fechados.

Eventos sociais públicos e privados também estão autorizados a ocorrer no município. No entanto, é necessário obedecer a ocupação 15% do limite máximo de público do local do evento. Não é permitido exceder o público de mil pessoas para lugares abertos e 500 para lugares fechados.

Boates e casas de show podem funcionar em Aparecida

O funcionamento de boates e casas de show também está autorizado no município. Os locais devem funcionar com 50% da capacidade total, com limite máximo de 500 pessoas. Para esses eventos, deve haver uma pessoa para cada cinco metros quadrados. As medidas também ampliam o público de academias esportivas para 70% da capacidade máxima do estabelecimento.

Hotéis, hospedagens e motéis estão autorizados a funcionar com limite de 70% da capacidade de público e cumprimento do distanciamento mínimo de um metro e meio entre os indivíduos. O uso destes estabelecimentos fica exclusivo à hóspedes que estejam de passagem pelo município para fins de repouso, higiene e eventual alimentação.

Dados epidemiológicos de Aparecida

Os dados epidemiológicos do município apontam para a redução do nível de contaminação da Covid-19 em Aparecida. Este é o período em que a média móvel de novas detecções da infecção viral está bais baixa no município. Atualmente, o índice está em 53,2 casos por dia. Já a média móvel de mortes pela doença está em 1,2 óbitos por dia.

No pico da pandemia, nos meses de março e abril, as médias móveis ultrapassavam 280 novos casos de Covid-19 diários e o pico da média móvel de óbitos causados pela infecção chegou a 8,57 mortes diárias.

Fonte: Mais Goiás.
print