Ciro Gomes suspende pré-candidatura à presidência após PDT apoiar PEC do Precatórios

Ciro Gomes anunciou, na manhã desta quinta-feira (04/11), que está suspendendo a sua candidatura a presidente depois de deputados federais do PDT apoiar a PEC dos Precatórios. A proposta teve o texto-base aprovado na última terça-feira (03/11) na Câmara dos Deputados.

Do partido de Ciro, foram 15 dos 21 deputados pedetistas que votaram a favor da emenda que dá aval para que Bolsonaro utilize R$ 90 milhões no ano eleitoral.

“Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios“, escreveu Ciro, em sua conta no Twitter.

“A mim, só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”, continuou, em outra mensagem.

Para o político, votar a favor da medida é o mesmo que “compactuar com as farsas e os erros bolsonaristas”.

“Justiça social e defesa dos mais pobres não podem ser confundidas com corrupção, clientelismo grosseiro, erros administrativos graves, desvios de verbas, calotes, quebra de contratos e com abalos ao arcabouço constitucional.”

Fonte: Mais Goiás.

print