Humorista André Marinho pede demissão da Jovem Pan

André Marinho não faz mais parte do time de integrantes da empresa Jovem Pan. O humorista pediu demissão nesta quinta-feira (4/11), após protagonizar uma discussão com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na estreia da Jovem Pan News como canal de televisão. As informações são do portal O Antagonista.

Na ocasião, André Marinho citou preocupação com o retorno do PT ao poder e indagou ao presidente se “rachador” tem que ir para a cadeia ou não, em referência às acusações de “rachadinha” na família do presidente. Em resposta, Bolsonaro apontou que não aceitaria “provocação” de Marinho.

“Ô Marinho, você sabe que eu sou presidente da República, eu respondo sobre meus atos, está ok? Então, não vou aceitar provocação tua. E você recolha-se aí ao teu jornalismo. Não vou aceitar, senão, encerro a entrevista agora. Não vou aceitar”, respondeu o presidente.

E acusou o pai do humorista, Paulo Marinho, de querer ocupar o lugar de Flávio Bolsonaro no Senado – o empresário é suplente do filho de Bolsonaro.

“O teu pai é o maior interessado na cadeira do Flávio Bolsonaro. Não vou discutir contigo ou acabo a entrevista agora aqui. O teu pai quer a cadeira do Flávio Bolsonaro, eu decidi com o Flávio indicar teu pai para primeiro suplente, em confiança nele. Não tem mais conversa contigo”, disse o presidente na ocasião.

Paulo Marinho foi um dos empresários que investiram na campanha presidencial de Bolsonaro em 2018. Ele rompeu com o presidente em maio de 2020, quando revelou que o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) disse ter recebido informações privilegiadas da Polícia Federal (PF) sobre Fabrício Queiroz.

Fonte: Metropoles.

print