Prevenção é foco dos Bombeiros em operação contra alagamentos e soterramentos em Goiás

O Corpo de Bombeiros irá reforçar ações de prevenção e segurança contra problemas decorrentes do período chuvoso em todo o estado de Goiás. Segundo a corporação, ocorrências de alagamentos, enxurradas, deslizamentos, soterramentos e quedas de árvores ficam mais comuns nessa época, delimitada entre outubro e abril.

A chamada Operação Tempestade teve seu início na manhã desta quinta-feira (4), com uma simulação no Parque Vaca Brava, em Goiânia.

Segundo o comandante da operação, David Augusto Leão, o objetivo das ações é reduzir o número de ocorrências. Com esse índice reduzido, a corporação pretende também diminuir o número de vítimas e óbitos.

A expectativa é de que a população se conscientize dos problemas e passe também a atuar para combatê-los. “Nosso objetivo é minimizar acidentes e danos provocados pelas chuvas, de forma preventiva, orientando a população”, completou.

Apesar dessas ações acontecerem periodicamente desde o surgimento do Corpo de Bombeiros, neste ano, as equipes buscaram investir em tecnologias e em trabalhos preventivos e educativos.

Quais os problemas do período chuvoso e como resolvê-los?

No ano passado, os bombeiros registraram 240 casos de afogamento. Além disso, os militares também registraram 14 casos de soterramento, 82 de alagamentos e nove desabamentos. Outros casos comuns, mas que causam preocupação, segundo o comandante, são as inundações provocadas por extravasamento de rios e córregos.

Fonte: Mais Goiás.

print