Polícia Civil prende 4 suspeitos de matar envolvidos em disputas de terras em Alto Paraíso

A Polícia Civil prendeu quatro suspeitas de cobrarem até R$ 80 mil para matar envolvidos em disputa de terras em Alto Paraíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela corporação.

As prisões foram realizadas durante operação na quinta-feira (4), por policiais da Delegacia de Alto Paraíso, com apoio da Delegacia de Formososa. Foram quadro mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão por homicídio triplamente qualificado.

A investigação descobriu que os mandantes pagavam para criminosos matarem donos de terras para que eles pudessem comprar as propriedades na região de Alto Paraíso de Goiás.

Disputa de terras: detidos estariam envolvidos em queima de arquivo

Entre os presos estão os supostos responsáveis por um homicídio. Eles teriam executado um homem envolvido em outro assassinato ocorrido em disputa territorial. Investigados teriam recebido R$ 80 mil em terras. Segundo a Polícia Civil, a execução seria por queima de arquivo.

Além disso, a esposa do mandante dos dois homicídios também foi presa. Segundo a polícia, ela faria os pagamentos pelas execuções. O mandante foi preso na primeira fase da operação.

Assassinatos em cadeia

As investigações apontam que os crimes tinham três fases: primeiro, o mandante de todos os homicídios contratava um terceiro, para que este contratasse executores para matar a vítima. Na sequência, outra pessoa era contratada para executar os envolvidos no homicídio anterior.

Fonte: Mais Goiás.

print