Iris, Maguito, Helenês e Ary Valadão: Goiás se despede de quatro ex-governadores em 2021

Iris Rezende é o terceiro ex-governador de Goiás a falecer em 2021, ano marcado por perdas e luto. Dois deles estão entre os 610 mil brasileiros que perderam a vida em decorrência da covid-19: Maguito Vilela, no dia 13 de janeiro; e Helenês Cândido, no dia 17 de março. Completa a lista Ary Valadão, que morreu vítima de pneumonia no dia 9 de agosto.

De todos eles, o mais novo era Maguito – que havia acabado de se eleger prefeito de Goiânia. Assim como Iris, Maguito passou os seus últimos dias em um leito de hospital em São Paulo. Venceu a eleição intubado, enquanto alternava raros momentos de consciência. O falecimento dele gerou comoção acima do normal em função das circunstâncias que marcaram o seu trunfo nas urnas, meses antes.

Além de Iris e Maguito, morreram Helenês e Ary

Helenês morreu aos 86 anos à espera de uma UTI. Foi internado com covid-19 na enfermaria de um hospital em Santa Helena e, se resistisse, seria encaminhado para o hospital Nossa Senhora Aparecida, em Caldas Novas. Era hipertenso e diabético. Helenês foi presidente da Assembleia Legislativa entre 1997 e 1998. Em novembro de 98, assumiu o cargo de governador por 37 dias.

print