Suspeito de matar namorada a tiros em chácara de Goiânia é preso

Um homem de 46 anos está em prisão preventiva sob acusação de matar a companheira a tiros no setor Chácara Mansões Rosas de Ouro, em Goiânia, na sexta-feira (5). Arlete Almeida Silva, 33 anos foi assassinada no dia 3 de novembro e faleceu antes de chegar o socorro.

O crime ocorreu durante uma confraternização na casa de um amigo do casal. O suspeito, Francivaldo Alves Braz, chegou ao local de carro na companhia da companheira e, minutos depois, pegou uma lata de cerveja para ele e outra para a vítima. Em dado momento, ele pegou uma pistola, efetuou os disparos contra Arlerte e fugiu. A vitima foi atingida por dois disparos: um na perna direita e outro na nuca.

Testemunhas disseram que o casal, que tinha aproximadamente um ano e quatro meses de relacionamento, não discutiu e chegou no local tranquilos. Pessoas que estavam presentes acionaram o socorro, mas a vítima morreu. Arlete era manicure e mãe de quatro filhos. O mais novo tem apenas 8 anos.

print