Caseiro é preso por furtar 72 cabeças de gado em Petrolina de Goiás

Um homem foi preso na quarta-feira (10) acusado de furtar 72 cabeças de gado em uma propriedade rural na cidade de Petrolina, interior de Goiás. Joelson Sousa dos Santos foi localizado e detido em Figueirópolis, no Tocantins. O acusado era caseiro do local por mais de um ano e realizava a venda dos animais sem a autorização do proprietário do rebanho. A divulgação da identidade do sujeito foi autorizada pela Polícia Civil.

Segundo a investigação, Joelson conquistou a confiança do dono dos animais durante o período em que trabalhou como caseiro na propriedade. O patrão, durante a pandemia, autorizou a venda de bezerros. Porém, para cobrir gastos com um veículo pessoal, o acusado passou a vender vacas e novilhas e embolsar todo o valor obtido com a venda. Para os compradores, ele alegava que a venda tinha autorização do proprietário, mas era mentira.

Caseiro pediu demissão e se mudou para o Tocantins

Após efetuar a venda, Joelson pediu demissão sob a alegação de que havia sido contratado para trabalhar em outra fazenda. Sem realizar a contagem das cabeças de gado na presença do patrão, ele deixou o local rumo ao Tocantins, onde foi localizado pela Polícia Civil e detido. Segundo a investigação, os animais foram vendidos a terceiros e posteriormente abatidos.

A divulgação da imagem e identificação do preso foi precedida nos termos da Lei n.º 13.869, Portaria n.º 02/2020 – PC, Despacho da Delegada Titular desta unidade, nº 03 DERCR/DGPC- 13550, especialmente porque visa a identificação de eventuais crimes outros cometidos pelo investigado, bem como surgimento de novas testemunhas e elementos informativos

Fonte: Mais Goiás.

print