Confira as principais movimentações políticas para as eleições de 2022

De olho nas eleições de 2022, partidos de diversos espectros políticos do país já se movimentam com o foco voltado no pleito marcado para outubro do próximo ano.

Mesmo em meio a um feriado nacional, os últimos dias foram agitados no mundo político, com articulações, anúncios e trocas de nomes importantes de siglas; confira as principais movimentações.

Ciro Gomes suspende pré-candidatura

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) suspendeu, em 4 de novembro, sua pré-candidatura à Presidência da República após 15 dos 21 dos parlamentares do PDT presentes na Câmara dos Deputados, na votação do texto-base da PEC dos Precatórios, apoiarem a medida.

“Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios“, escreveu Ciro, em sua conta no Twitter.

“A mim, só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”, continuou, em outra mensagem.

José Luiz Datena e Rodrigo Pacheco no PSD

O apresentador da Rede Bandeirantes José Luiz Datena, até então filiado ao PSL, avisou a integrantes do partido, em 2 de novembro, que migraria para o PSD. O presidente do partido, Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo, confirmou a escolha do apresentador após informações da âncora da CNN Daniela Lima.

“É com imensa alegria e satisfação, em todos os estados do país, que o PSD recebeu a escolha de Datena pelo partido”, declarou. Segundo Kassab, ele “traz um poderoso ativo” para a legenda nas eleições.

 

Fonte: CNN Brasil.

print