Formosa arranca empate contra o Sobradinho, após estar perdendo por 2×0 no Augustinho Lima

O Formosa foi até Sobradinho enfrentar a equipe da casa pensando na recuperação no
Candangão 2020, diante de pouco mais de cem pessoas, a equipe do técnico Heli
Carlos, teve muitas dificuldades no Estádio Augustinho Lima.

O Sobradinho que historicamente sempre costuma complicar os jogos contra o
Formosa, mais uma vez fez jus a fama de carrasco, e logo aos 7 minutos abriu o placar
com Douglas, após cruzamento pela esquerda que desviou no zagueiro Sérgio Baiano,
Alisson saiu mal do gol e não alcançou a bola tocada de cabeça pelo camisa 8,
Douglas do Sobradinho.

Totalmente desligada a equipe sofreu o segundo gol aos 23 minutos, após cobrança de
falta pela direita, a bola sobrou dentro da área, e o camisa 9 Danilo livre de marcação
ampliou, de perna direita.

O gol parecia um prenúncio de que mais uma vez o tsunami amargaria uma derrota
para o Sobradinho. Só que desta vez, o Formosa estava disposto a vender caro o
resultado, sem mexer na equipe. Heli Carlos mudou o posicionamento do time,
invertendo o posicionamento de algumas peças. Caio Carioca, que foi alçado na
posição de Ronan, que desta vez nem foi relacionado para a partida, com isso o
volante, foi jogar no lado esquerdo de ataque, com isso João de Deus subiu para o lado
direito de ataque. Jean Carlo o camisa 10 da equipe do Formosa que estreava como
titular na equipe, que já estava muito bem no jogo foi mais centralizado, e foi dele a
jogada do primeiro gol do Formosa.

Aos 39 minutos, após bela jogada pela direita, o camisa 10 cruzou com perfeição para
Caio Carioca, que momentos antes quase já havia marcado, após grande jogada de
João de Deus pela direita.

O gol deu tranquilidade ao Formosa que terminou o primeiro tempo dominando
completamente o jogo.

2º Tempo

Buscando o empate, Heli Carlos sacou Simplício e Andrezinho, alçando Glauber e
Mário Neto a equipe. O lateral, foi sacado por ter tomado cartão amarelo no primeiro
minuto de jogo, temendo sua expulsão, Heli preferiu sacá-lo. Mário Neto era uma
substituição previsível, pois dá mais mobilidade no ataque da equipe.

Logo no início do segundo tempo, o Formosa quase chegou ao empate, primeiro com
Élton, após cobrança de escanteio de Jean Carlo, minutos depois em outra cobrança
de escanteio, o volante do Sobradinho Carlão, cabeceou contra o próprio gol, a bola
explodiu na trave, na sequência a zaga do Sobradinho afastou.

O empate do tsunami, saiu dos pés de João de Deus pelo lado direito do campo, após
bela bola antecipada por Everton Cesar, o camisa 8 do Formosa enfiou linda bola para
o atacante, que limpou a jogada e bateu de esquerda da entrada da área, a bola
morreu no cantinho do goleiro Uoston, que nada pode fazer.

O gol deu mais tranquilidade ao Tsunami, que só não saiu com a vitória do Augustinho
Lima, por capricho do destino. Aos 38 minutos, João de Deus quase faz um gol de
placa, o camisa 11 do tsunami ergueu a bola dentro da área, deu 3 embaixadinhas e
aplicou um lindo lençol no zagueiro Felipe Marcelinho do Sobradinho, na hora da
definição bateu prensado, a bola amortecida ficou fácil para defesa de Uoston.

No final, ainda deu tempo de Carlão do Sobradinho, ainda ser expulso pelo Árbitro
Salvio Sampaio, após falta em Mário Neto, o camisa 7 do Sobradinho continuou
discutindo o jogador do Formosa, o árbitro aplicou o segundo amarelo para Carlão, na
jogada Mário Neto também recebeu cartão amarelo.

Fim de jogo no Augustinho Lima em Sobradinho, para Sobradinho 2, Formosa também
2. Na próxima partida o tsunami recebe o Paranoá, na próxima quarta-feira no Diogão
às 20h30, já o Sobradinho enfrenta a equipe do Ceilândia em casa.

 

Fonte: Redação Foca Lá.

print