Brasil registra 72 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e 5.126 novos casos

O Brasil registrou 72 mortes por Covid-19 e 5.126 novos casos em todo o país nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados neste domingo (21) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

A média móvel de óbitos, que considera os dados dos últimos sete dias, ficou em 197, e a média móvel de novos casos em 8.473.  A média móvel de mortes segue abaixo dos 300 desde o dia 1º novembro, quando o Brasil contou 303 óbitos na média de sete dias, conforme dados do Conass.

Com a atualização deste domingo, o país tem um total de 612.659 mortes e 22.017.276 casos de Covid-19 confirmados desde o início da pandemia. A taxa de letalidade está em 2,8%, a de mortalidade está em 291,5 por 100 mil habitantes e de incidência em 10.477,1 a cada 100 mil habitantes.

300 milhões de doses

No sábado (20), o Brasil ultrapassou a importante marca de 300 milhões de doses aplicadas, pouco mais de dez meses após o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, no dia 17 de janeiro.

Com os dados atualizados, 88,64% dos brasileiros com mais de 12 anos já receberam a primeira dose da vacina. O país alcança, assim, 60,24% da população geral e 80% dos adultos vacinados com duas doses ou dose única das vacinas contra a Covid-19 disponíveis no País.

Movimentações no Rio de Janeiro

Pela primeira vez desde o início da pandemia, a rede pública municipal da cidade do Rio de Janeiro não tem pacientes com Covid-19 internados nas unidades de saúde.

Em uma postagem nas redes sociais, a Secretaria Municipal de Saúde comentou a situação. “A ciência está vencendo na cidade do Rio de Janeiro.

Nos momentos mais graves da pandemia, o número de pacientes em leitos da rede pública municipal passou de 1.500.

O carnaval do Rio de Janeiro deve ocorrer em fevereiro com metade da população já vacinada com a terceira dose contra a Covid-19, proporção que refletiria 70% dos habitantes da cidade, segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

O secretário disse ainda que a Prefeitura do Rio espera que o Ministério da Saúde avalie a possibilidade de adotar o passaporte vacinal de estrangeiros que vierem curtir o carnaval no Brasil.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que não descarta a possibilidade de o Brasil começar a cobrar comprovante de vacinação de estrangeiros.

Máscaras em locais fechados

O estado do Rio de Janeiro não tem uma data, no curto prazo, para liberar o uso de máscaras de proteção facial em ambiente fechado.

A decisão foi comunicada neste sábado (20) pelo secretário estadual da Saúde Alexandre Chieppe

A declaração foi dias depois de a prefeitura da capital fluminense desobrigar o uso de máscara facial nas academias de ginástica, piscinas, centros de treinamentos e de condicionamento físico e pistas de patinação. A medida foi publicada no Diário Oficial na última quarta-feira (17).

Com informações de Isabelle Saleme, Carolina Figueiredo e Eveline Lorenzetti

Fonte: CNN Brasil.
print