Torcedora do Athletico suspeita de fazer gestos racistas na final da Copa do Brasil é indiciada

A torcedora do Athletico suspeita de fazer gestos racistas na final da Copa do Brasil, entre o time paranaense e o Atlético-MG, foi indiciada por racismo. O jogo aconteceu na noite de quarta-feira (15), na Arena da Baixada, em Curitiba.

A jovem de 24 anos foi ouvida nesta sexta-feira (17) na Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe).

No depoimento, a mulher disse que, no intervalo da partida, torcedores começaram a atirar objetos contra representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que estavam no estádio.

Segundo a polícia, foi nesse momento que ela disse: “calma, vocês parecem uns primatas”.

Ainda conforme a polícia, ela afirmou que foi por isso que fez os gestos.

A torcedora falou que foi convidada pelo dono do camarote para acompanhar o jogo no estádio. A jovem foi ouvida por aproximadamente 30 minutos e depois foi liberada.

Polícia investiga manifestações racistas de torcedores do Athletico Paranaense — Foto: Reprodução/RPCPolícia investiga manifestações racistas de torcedores do Athletico Paranaense — Foto: Reprodução/RPC

Além dela, outros dois homens fizeram sinais em referência à cor da pele em direção aos torcedores do Atlético-MG durante a partida. Eles ainda não foram identificados e ouvidos pela Demafe.

O Athletico Paranaense informou que tomou conhecimento dos vídeos e que “não medirá esforços para investigar os acontecimentos e repassar todas as informações às autoridades competentes”.

Em nota, o clube afirmou que “racismo é inaceitável e, mais do que isso, criminoso”.

Fonte: Portal G1.

print