Clubes goianos conhecem adversários nas fases iniciais da Copa do Brasil

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sorteou nesta segunda-feira, 17, os confrontos iniciais da Copa do Brasil. As partidas da fase inicial da competição estão previstas para os dias 23 e 24 de fevereiro e 2 e 3 de março. Entre os clubes goianos, Goiás, Atlético-GO, Vila Nova e Grêmio Anápolis participam da competição nacional.

O Atlético-GO enfrenta o União Rondonópolis (MT) na primeira fase da Copa do Brasil. A partida, ainda sem data definida, será realizada no interior de Mato Grosso com o rubro-negro jogando pelo empate. Se avançar, na segunda fase o Dragão será mandante e enfrentará o vencedor de Nova Venécia (ES) e Ferroviário (CE).

O Goiás terá pela frente o Sousa (PB) na fase inicial da competição nacional com a vantagem do empate. O jogo único será disputado no interior da Paraíba. Se classificar para a segunda fase, com mando de campo, o Goiás irá jogar com o vencedor de Nova Iguaçu e Criciúma.

O Vila Nova vai até o Acre enfrentar o Rio Branco na primeira fase da Copa do Brasil. O empate garante o colorado na segunda fase contra Maricá (RJ) ou Guarani (SP) – quem vencer terá o mando de campo.

Já o Grêmio Anápolis, atual campeão goiano, receberá a Juazeirense na primeira fase da competição, que joga pelo empate. Se avançar, o time goiano terá o mando de campo contra a Ferroviária (SP) ou Vasco da Gama.

Premiação
Na primeira fase, o Atlético-GO irá receber uma cota de R$ 1,1 milhão, enquanto Goiás e Vila Nova terão cota de R$ 950 mil e o Grêmio Anápolis, de R$ 540 mil. Se os clubes goianos avançarem para a segunda fase, as cotas serão, respectivamente de R$ 1,3 milhão, R$ 1,03 milhão e R$ 650.

Na terceira fase, além dos 20 classificados nas fases iniciais, outros 12 clubes passam a integrar a Copa do Brasil –  os 9 clubes que disputam a Libertadores, além dos campeões da Série B, da Copa do Nordeste e da Copa Verde.

A partir da terceira fase, todos os clubes passam a receber a mesma cota: de R$ 1,5 milhão na terceira fase, R$ 2 milhões na quarta fase, R$ 2,6 milhões nas oitavas de final, R$ 3,3 milhões nas quartas de final e R$ 7 milhões na semifinal. O campeão receberá um prêmio de R$ 54 milhões e o vice-campeão R$ 22 milhões.

Dessa forma, um inédito título da Copa do Brasil daria uma premiação acumulada superior a R$ 70 milhões a um dos clubes goianos.

Fonte: Poder Goiás.

print