Mulher filma bombeiro do DF se masturbando dentro de carro no Entorno

A Polícia Civil do Goiás (PCGO) investiga um bombeiro militar do Distrito Federal após uma filmagem dele se masturbando dentro do próprio carro, em Formosa, ganhar as redes sociais nesta segunda-feira (24/1). Conforme apurou o Metrópoles, o homem é o sargento Lucas de Oliveira Santana.

A reportagem teve acesso a dois áudios da mulher que gravou o homem cometendo o crime de importunação sexual. Na gravação, ela relata que tinha buscado os filhos na escola, quando percebeu o ato obsceno. “Ele estava me seguindo e eu tive que virar um montão de rua”, relata.

Veja fotos do flagrante e o vídeo mais abaixo:

A princípio, ela achou que seria assaltada, mas, ao perceber a masturbação, resolveu filmar o ato. “Gravei, falei para ele que ia chamar a polícia e ele saiu ‘voado’. Estou tremendo toda até agora”.

Ouça o relato da vítima:

O caso foi parar na delegacia regional da cidade por denúncia anônima. Segundo José Antônio Sena, delegado responsável pela investigação, a vítima e o bombeiro são procurados. “Fomos na casa do autor hoje ainda, mas ele não estava. Já com relação à mulher, estamos tentando identificar quem é”, explica.

Segundo o delegado José Antônio, esta é a primeira denúncia que a delegacia recebe contra o bombeiro, mas há a possibilidade de existirem outras mulheres que passaram pela mesma situação. “Caso existam outras vítimas, podemos repassar a apuração para a Delegacia da Mulher aqui em Formosa”, apontou.

Veja o flagra em vídeo:

via GIPHY

O que dizem os envolvidos

Procurado, o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) informou que “tomou conhecimento do fato ocorrido com um militar desta corporação, nesta segunda-feira (24/01)” e “desde então vem acompanhando todos os procedimentos apuratórios”.

Segundo a nota enviada à reportagem, “em momento oportuno, se confirmada a veracidade das informações, como de praxe, tomará todas as medidas administrativas cabíveis e necessárias para o caso”.

A corporação ainda diz que “não compactua com nenhum comportamento incoerente aos preceitos morais dessa instituição”.

Metrópoles não conseguiu contato com Lucas de Oliveira Santana.

Fonte: Metrópoles.

print