Após ganhar R$ 10 milhões na Mega-Sena, idoso perde tudo e diz ser vítima do próprio sócio

O gaúcho Fredolino José Pereira, de 71 anos, viu sua vida mudar da noite para o dia em 2018, quando descobriu ser o ganhador de R$ 10 milhões na Mega-Sena. Morador da cidade de Viamão (RS), o idoso havia feito a aposta ganhadora com o dinheiro que arrecadou juntando latinhas.

Já milionário, Fredolino decidiu se tornar empresário, comprando uma funerária junto a um sócio. Mas tempos depois, ele descobriu ser vítima do próprio companheiro de négocios, que fazia saques regulares em sua fortuna sem seu consentimento.

Hoje, o idoso conta que da bolada milionária sobraram apenas centavos. A Polícia Civil do estado investiga o caso. Autoridades identificaram evidências da falsificação de contratos que excluíram o ex-milionário da sociedade na funerária. Além do sócio, há outros três suspeitos do golpe. O principal deles comprou, nos últimos quatro anos, um sítio e 10 veículos, supostamente com o dinheiro de Fredolino.

“A partir da aquisição dessa funerária, começaram os golpes e os furtos praticados contra a vítima. Imediatamente, logo depois da compra, com a justificativa de pagar funcionários, [o suspeito] pediu o cartão bancário da vítima e, a partir dali, não devolveu mais: começou a fazer sucessivos saques”, explicou o delegado Juliano Ferreira ao portal G1.

A polícia fez buscas nas casas dos suspeitos e na funerária, e já prendeu um deles, por porte ilegal de armas. “Meu erro foi acreditar em quem não deveria. Não tinha possibilidade de eu ter dado a confiança que eu dei para ele. Fui enganado totalmente”, disse ao G1.

Fonte: O Hoje

print