Ex-reitores de Goiás articulam construção de bancadas da educação

Ex-reitores se articulam para eleger, em outubro, bancadas federais e estaduais de educação. Conforme o manifesto “Educação e Ciência para reconstruir o país”, ao menos nove ex-reitores de instituições federais de ensino alçam pré-candidaturas em todo o Brasil, dentro de partidos como PT, PDT, PSB e PCdoB, PROS.

O ex-reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), ex-presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e pré-candidato a deputado federal, Edward Madureira (PT), explicou que decidiu construir pontes com lideranças da comunidade científica e da educação após perceber ataques à categoria.

“A gente percebeu que tudo que a gente vivenciou nesses últimos tempos, como cortes orçamentários, ataque à autonomia universitária, desrespeito à vontade da comunidade universitária em nomeação de dirigentes, ataque à ciência como um todo, motivou vários ex-dirigentes a se apresentarem como pré-candidatos. Então isso deu origem ao movimento”, explicou Madureira.

O ex-reitor da UFG pontua que suas pautas incluem melhorias em assuntos relacionados ao Plano Nacional da Educação, assistência estudantil e fim da lista tríplice.

Estadual

Em Goiás, Jerônimo Rodrigues (PSB), ex-reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG) e pré-candidato a deputado estadual, explicou que, depois de 42 anos atuando na educação, se sentiu incentivado a continuar o debate com a possibilidade de assumir uma cadeira no legislativo goiano. Segundo ele, em conversa com Edward Madureira, foi notada a necessidade de se construir bancadas da educação na política.

“Conseguimos a partir de Goiás levar esse debate para nível nacional e hoje temos vários ex-reitores dos institutos e universidades federais e que se colocam na condição de pré-candidatos a deputados estaduais, federal e senador”, explica Jerônimo Rodrigues.

Até o momento, se declararam pré-candidatos ex-reitores de Goiás, Rio Grande do Sul, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco e Espírito Santo.

“O intuito é apresentar boas proposições para uma área estratégica e de grande importância para o desenvolvimento do Brasil. Entendo que a pauta da educação é um tema transversal que defenderemos, vinculados a outras pautas como inclusão social, geração de renda e promoção do desenvolvimento socioeconômico regional”, pontua o ex-reitor do IFG.

Manifesto

O manifesto “Educação e Ciência para Reconstruir o País” foi lançado em março de 2022 e assinado por ex-reitores, pesquisadores e professores que são pré-candidatos nas eleições deste ano, O intuito do documento é representar as bandeiras da educação e da ciência no meio político.

“O desmonte das instituições públicas, na direção do estado mínimo, é a marca de um governo que aprofunda a agenda neoliberal e um ajuste fiscal irrealista. Vamos na direção oposta dos países desenvolvidos e, ultrapassando as piores previsões, caminhamos na direção do obscurantismo, sob um governo que nega a ciência em cada um de seus atos e retrocede na formação da população [..] Em movimento de resistência ao desmonte e confiantes que o quadro atual pode ser revertido, os signatários deste manifesto decidiram anunciar suas pré-candidaturas ao Congresso Nacional e às Assembleias Legislativas Estaduais”, destaca o documento.

Fonte: O Hoje

print