Impasse sobre gás da Rússia acirra tensões produzidas pela guerra na Ucrânia

A decisão da estatal russa Gazprom de suspender o fornecimento de gás para a Bulgária e a Polônia acendeu o alerta para um possível desabastecimento de energia em parte da União Europeia e acirrou as tensões entre a Rússia e países do Ocidente em meio a uma nova fase da guerra na Ucrânia, que já dura mais de dois meses.

A Gazprom atribuiu a interrupção do envio de gás para os dois países ao não pagamento pelo combustível em rublos, como o governo da Rússia havia determinado para conter a desvalorização da moeda do país, que teve a economia atingida pela sanções internacionais impostas após o início da invasão à Ucrânia.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um balanço das reações ao impasse sobre o gás russo e dos possíveis rumos para o conflito em território ucraniano. Para traçar um panorama do atual cenário de disputas políticas e econômicas envolvidas na guerra, participa deste episódio o analista de política internacional da CNN Brasil Lourival Sant’Anna.

(* Publicada por Diego Toledo)

Fonte: CNN Brasil.

print