Justiça do RJ manda prender Rei Arthur por lavagem de dinheiro; delegado é afastado

A Justiça do RJ deferiu um mandado de prisão preventiva contra Arthur César de Menezes Soares Filho, conhecido como Rei Arthurpor corrupção e lavagem de dinheiro. A Justiça também determinou o afastamento do delegado Ângelo Ribeiro de Almeida Junior da corporação e da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), onde exercia cargo de assessoramento.

O Ministério Público do Rio de Janeiro afirma que Arthur pagou propina a Angelo para encobrir inquéritos tributários.

Arthur está nos Estados Unidos, onde na semana passada foi condenado pela Justiça americana pelo escândalo da compra de votos da Olimpíada do Rio. Rei Arthur já está cumprindo a pena de passar seis meses dormindo em um abrigo e fazer 150 horas de serviço comunitário.

A 1ª Vara Especializada da Capital aceitou a denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ) e determinou a expedição de ofício à Interpol solicitando a extradição do Rei Arthur.

Esta reportagem está em atualização.

Fonte: Portal G1.

print