Aos berros, Bolsonaro afirma que eleições podem ser “conturbadas”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, em discurso exaltado na tarde desta segunda-feira (16/5), que as eleições de 2022 podem “ser conturbadas”. Aos gritos, o mandatário fez um discurso repleto de palavrões durante a cerimônia de abertura da 36ª Edição da Apas Show, em São Paulo, um evento do setor de supermercados.

 

“Se a gente se entregar, vocês [empresários] vão levar 50 anos ou mais para voltar a situação que está hoje em dia. Não sou fodão, não, mas creio que já dei provas mais que suficientes a todos que a gente tem que conduzir com pulso firme o destino do Brasil”, disse Bolsonaro durante o evento.

O chefe do Executivo federal ainda voltou a questionar a segurança e a legalidade das eleições de outubro.

 

“Vocês foram excepcionais nessa pandemia, mas tudo pode acontecer. Poderemos ter outra crise. Poderemos ter eleições conturbadas. Imagine acabarmos as eleições e pairar para um lado, ou para o outro, a suspeição de que elas não foram limpas? Não queremos isso”, disse Bolsonaro.

O presidente ainda fez menção às coligações que a oposição vem fazendo: “Agora estão todos unidos, trazendo mais gente”, afirmou. “Mas mais gente que é responsável pelo processo eleitoral, gente que bateu na mesa e disse que tava certo, e o candidato que duvidar eu casso registro e mando prender’. Que porra é essa? Que Brasil é este? Que democracia é esta?”, esbravejou o presidente.

“Vejo uns falando que, se eu perder a eleição, vou perder minha família toda. Tá achando que vai me intimidar, pô, dando recado? Ou nós decidimos no voto, pra valer, contabilizado, auditado, ou a gente se entrega”, continuou Bolsonaro. No mesmo discurso, ele afirmou que “nunca” será preso.

 

Fonte: Metrópoles.

print