Aras diz que colega não é ‘digno de respeito’ e parte para cima dele em sessão do conselho do MP

O procurador-geral da República, Augusto Aras, bateu boca com um colega e partiu para cima dele na tarde nesta terça-feira (24) durante uma sessão do Conselho Superior do Ministério Público Federal. Eles tiveram de ser apartados por membros do órgão.

A discussão foi transmitida ao vivo e mostra o momento em que Aras se levantou em direção ao procurador Nívio de Freitas, que apresentara posição contrária à do procurador-geral da República sobre a eleição de membros para câmaras temáticas do MP.

“Eu gostaria que Vossa Excelência respeitasse a direção dos trabalhos”, disse Aras, apontando o dedo para Freitas. “O conselheiro Nicolao [Dino] está falando e eu estou ouvindo. Respeite a direção dos trabalhos.”

Em seguida, Aras afirmou que o conselheiro Nicolau Dino poderia falar. “Eu só não posso admitir aqui essa bagunça que o colega…”.

Nesse momento, Freitas interrompeu Aras e gritou: “Bagunça, Vossa Excelência também interferiu quando o colega estava falando. Então se Vossa Excelência quer respeito, me respeite também”.

Ao que o PGR respondeu: “Vossa Excelência não é digno de respeito. Vossa Excelência não é digno de respeito”.

Aras, então, se levantou e foi em direção à mesa do colega. A transmissão foi interrompida no momento em que outros conselheiros se dirigiram à cadeira de Nívio de Freitas.

Ao fundo, é possível ouvir o conselheiro afirmando: “Não chegue perto de mim”.

Momentos depois, a sessão foi retomada.

Fonte: Portal G1.

print