Elize Matsunaga deixa prisão em São Paulo após liberdade condicional

A Secretaria da Administração Penitenciária de São Paulo informou que Elize Matsunaga deixou nesta segunda-feira (30) a Penitenciária Feminina “Santa Maria Eufrásia Pelletier” de Tremembé. O alvará de soltura vem em virtude de liberdade condicional em favor de Matsunaga.

Ainda segundo a secretaria, ela deixou a prisão às 17h35.

Em 5 de dezembro de 2016, Elize Matsunaga foi condenada a 19 anos, 11 meses e um dia de prisão por assassinar o marido, Marcos Kitano Matsunaga, diretor-executivo da indústria de alimentos Yoki.

O caso aconteceu em 2012, e, dias após o ocorrido, ela confessou o crime. Segundo justificou, Matsunaga teria descoberto que o marido tinha uma amante e, após uma discussão, acabou atirando nele. Em seguida, esquartejou o corpo e deixá-lo em vários pontos de São Paulo.

Ela foi condenada a 18 anos e 9 meses de prisão por homicídio sem chance de defesa, e um ano, dois meses e um dia por ocultação de cadáver.

 

*com informações da Agência Brasil

Fonte: CNN Brasil.

print