Em Formosa, Caiado anuncia R$ 112 milhões para ampliação de Hospital Estadual

Com início imediato, o governador Ronaldo Caiado lançou, nesta sexta-feira (17/06), a obra para ampliação do Hospital Estadual de Formosa – Dr. César Saad Fayad (HEF). O investimento é de R$ 112 milhões. A cidade já recebeu R$ 26 milhões e 400 mil para a instalação da Policlínica do município, que oferece atendimento em 20 especialidades médicas.

“A cidade vai decolar, Formosa tem um grande potencial para ser uma referência na área da saúde, com medicina de excelência”, disse o governador. Segundo ele, os investimentos no HEF farão do hospital um centro de referência em cardiologia, com sala de hemodinâmica, e também em gestantes de alto risco, atendendo a população do Entorno do Distrito Federal (DF) e Nordeste goiano.

O hospital passará de 5 mil metros quadrados de área construída para mais de 18 mil. A ampliação garantirá 150 leitos a mais para atender aos moradores da região. De 90 leitos totais, o hospital passará a 240. Com a estruturação para o acolhimento de pacientes graves, no total serão 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), divididos em gerais, cardiológicos, pediátricos e neonatais.

O projeto prevê ainda a instalação de leitos de observação e de emergência, bem como setores destinados à enfermarias Cirúrgica, Médica, Psiquiátrica, Ortopédica, Cardiológica e Pediátrica. A unidade terá cinco salas cirúrgicas gerais, além de três salas para partos normais e duas salas para cirurgias obstétricas.

A adequação arquitetônica será realizada com a modernização da fachada e da parte interna como laboratório, recepção e todo o bloco administrativo. Durante o período de obras, todos os serviços do hospital serão mantidos. A previsão é que a obra dure dois anos, com os serviços sendo liberados progressivamente. Em outubro deste ano, está prevista a entrega da sala de tomografia.

“Para manter essa estrutura toda, o Estado vai gastar o mesmo que arrecada aqui por mês. A região nunca teve tal apoio com estruturas regionalizadas”, disse Caiado. Ele explica que o município arrecada em torno de R$ 25 milhões mensais, e esse valor será destinado à manutenção constante do HEF e da Policlínica.

“Sempre que vem à Formosa, o governador traz benefícios, boas notícias e investimentos. Ele nunca vem para passear!”, disse o prefeito de Formosa, Gustavo Marques. Ele comemorou os R$ 112 milhões investidos na saúde, além de cerca de R$ 45 milhões na educação, mais de R$ 100 milhões em obras de infraestrutura e outros benefícios para o município.

Planejamento
A partir de janeiro de 2023, os moradores poderão ter acesso aos atendimentos do serviço de apoio diagnóstico, com a instalação de aparelhos de última geração para realização de exames como ressonância magnética, raio-x, mamografia, endoscopia, ultrassom e averiguações cardiológicas. Na sequência, em setembro do mesmo ano, serão entregues a Maternidade de Alto Risco, o Pronto Atendimento, o Centro Cirúrgico e a Clínica Médica. Em fevereiro de 2024, estão previstas as entregas das novas enfermarias, do laboratório e de 20 leitos de UTI.

“Antes desse governo, que dia poderíamos pensar em um centro de alta complexidade em Formosa?”, disse o secretário de Saúde de Goiás, Sandro Rodrigues. Para ele, a obra será um marco na região, ampliando o número de leitos de 90 para 240. “Isso traduz o que esse governo tem feito, isso é devolver Goiás para os goianos”, disse Rodrigues.

Casas a custo zero
O município do Entorno do DF também está entre os contemplados no programa Pra Ter Onde Morar- Construção, executado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab). O governador assinou ordem de serviço autorizando o início das obras de 50 casas que serão entregues sem nenhum custo para os beneficiários. Por meio da iniciativa, a prefeitura cede o terreno, enquanto o Governo de Goiás arca com os custos da construção, no valor de R$ 6,23 milhões.

“Dá gosto de ver as casas que vamos entregar a custo zero para as pessoas”, disse o governador ao apontar a qualidade das instalações e do material utilizado em cada unidade habitacional, como telhas, granito e inox. “Não tem casa meia-boca, aqui é tudo arrumado!”, comemorou Caiado.

Estiveram presentes ao evento a primeira-dama de Formosa, Caroline Cicheti; o secretário municipal de Saúde, Breno Miranda; a presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Roberta Brito; os deputados federais José Nelto e Delegado Waldir; os secretários de Estado Joel Sant’Ana (Indústria, Comércio e Serviços) e César Moura (Retomada); o presidente da Agência Brasil Central, Reginaldo Júnior; além do ex-secretário de Saúde Ismael Alexandrino e a diretora do HEF, Ana Maria do Espírito Santo.

Fotos: Júnior Guimarães

Legenda: Caiado anuncia ampliação do Hospital Estadual de Formosa com investimentos na ordem de R$ 112 milhões e a construção de 50 casas populares a custo zero

Fonte: Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

print