Taiwan diz que 27 aviões chineses entraram na zona de defesa aérea da ilha

Taiwan enviou jatos nesta quarta-feira (3) para alertar 27 aeronaves chinesas em sua zona de defesa aérea, afirma um comunicado do Ministério da Defesa de Taiwan sobre o recente aumento nas tensões na ilha.

O governo taiwanês disse que 22 aeronaves chinesas cruzaram a linha mediana do Estreito de Taiwan.

China continua operações militares conjuntas em torno de Taiwan

A televisão estatal chinesa mostrou, na noite desta quarta, imagens de exercícios militares conduzidos pelo Comando de Teatro Oriental do Exército de Libertação Popular perto de Taiwan.

A Reuters não pôde verificar de forma independente onde ou quando os exercícios ocorreram.

A CCTV mostrou planos militares decolando, navios de guerra navais em patrulha, veículos militares e armas de mísseis participando de exercícios.

Os exercícios visavam “chocar e impedir a grande escalada das recentes ações negativas dos Estados Unidos sobre a questão de Taiwan e um sério aviso às forças de independência de Taiwan”, disse o porta-voz do Comando do Teatro Oriental, Shi Yi.

As tensões entre a China e Taiwan aumentaram após a visita à ilha autogovernada pela presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi.

Pelosi deixou Taiwan depois de pedir solidariedade e saudar sua democracia, deixando um rastro de raiva chinesa por sua breve visita à ilha que Pequim reivindica como sua.

O Ministério das Relações Exteriores da China disse que não viu seus exercícios militares em torno de Taiwan causando problemas de liberdade de navegação.

 

Fonte: CNN Brasil.

print