Estudante goiano de medicina é encontrado morto no Paraguai

Um estudante de medicina de 36 anos foi encontrado morto na cidade de Mariano Roque Alonso, no Paraguai, na noite da última segunda-feira (1º). Kemuell Erik de Sousa do Vale estava desaparecido há dois dias. A perícia apontou que a causa da morte foi parada cardíaca.

O comissário de polícia local explicou à mídia paraguaia que colegas deram falta do estudante, que não atendia o telefone há dois dias. Eles então foram ao apartamento de Kemuell e arrombaram a porta, mas não tinha ninguém por lá. Passaram então a procurá-lo.

Kemuell foi encontrado morto dentro do carro que estava parado em uma calçada, na rua Félix Bogado, no bairro de San Blas, já com o corpo em estado de putrefação. O cadáver não apresentava sinais de violência. Dentro do veículo, a polícia encontrou várias garrafas de bebida.

“Encontramos um pack de cerveja, tequila. Isso será analisado pelos policiais”, disse Emilio Alfonzo, comissário de polícia local em entrevista a uma emissora de TV paraguaia.

Luto

Kemuell era primo da ex-vereadora Priscilla Tejota, que lamentou a morte dele. Ela agradeceu as orações e informou que ainda não há detalhes sobre o traslado e velório.

“Quero te ligar toda hora porque nossa vida era assim, a gente conversava o tempo todo. Como eu te amo, meu irmão, meu amigo, meu primo. Nossa conexão é tão forte que eu já estava sentido sua partida. Passei o último mês chorando toda vez que pensava em ti”, publicou no Instagram.

 

 

print