Vianópolis tem 72 horas para se manifestar sobre rodeio custeado com dinheiro público

A Prefeitura de Vianópolis foi notificada nessa quarta-feira (03) para se pronunciar sobre uma ação civil pública que impede o município de custear o Rodeio Show. Segundo a juíza da Comarca de Vianópolis, Marli de Fátima, a administração da cidade tem 72 horas para apresentar informações sobre o município.

O processo foi ajuizado pelo promotor de Justiça do Ministério Público, Lucas Césas na última sexta-feira (29) e desde então a prefeitura não tinha se manifestado. “Grande parte do dinheiro utilizado para a realização do evento vai sair dos cofres públicos”, explicou o promotor.

Toda a polêmica gira em torno da entrada gratuita aos quatro dias shows que estão previstos para ocorrer entre os dias 18 a 21 de agosto. O evento será em comemoração aos 74 anos de fundação do município.

Anteriormente, o MP havia enviado uma recomendação à prefeitura sobre cobrar ingressos da população, pois segundo o promotor, “é inviável gastos com um evento festivo, quando a realidade é escassez nos cofres públicos, débitos na Previdência e crise em vários setores do município”, ressaltou César.

Na ocasião, a administração pública enfatizou que o evento continuaria gratuito, pois traria benefícios para toda a população que “já foi penalizada economicamente durante os dois anos de pandemia”, afirmou a prefeitura.

A reportagem entrou em contato com o secretário de Governo, Daniel Dias, e segundo ele, uma reunião será realizada ainda hoje com o prefeito para decidir sobre o evento.

print