GoiásPolícia

Forças de segurança de Goiás inicia Operação Férias

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou na última sexta-feira (30) a Operação Férias 2023. Esta ação se estenderá até o dia 31 de julho, e tem o objetivo de garantir a segurança viária e prevenir acidentes de trânsito nas rodovias federais que cortam o estado de Goiás. Segundo o órgão, a corporação realizará policiamento e fiscalização em locais estratégicos, considerando o aumento do fluxo de veículos durante o período de férias escolares.

Em 2022, durante esta mesma operação, foram registrados 227 acidentes, resultando em 18 mortes e 242 feridos. Foram flagrados também 261 condutores dirigindo sob efeito de álcool, 642 sem o uso do cinto de segurança e 1.669 autuações por ultrapassagens indevidas. “Essas férias devem ser mais movimentadas devido ao pós-pandemia, onde muitas famílias estão pegando a estrada para ir aos municípios turísticos do interior”, destaca o inspetor da PRF, Newton Morais.

Durante a operação deste ano de 2023, a PRF intensificará a fiscalização em relação ao excesso de velocidade, alcoolemia ao volante, uso inadequado do cinto de segurança e ultrapassagens indevidas. Além disso, os agentes estarão atentos a crimes como porte ilegal de armas de fogo, tráfico de drogas, exploração sexual de crianças e adolescentes, bem como crimes ambientais.

“Para se ter uma ideia do aumento da violência nas estradas, durante o mês de junho do ano passado, mês que antecede as férias, foram registradas 12 mortes no estado. Já junho de 2023 contabilizamos 23 mortes, mais de 90% de aumento comparado com o ano anterior”, exemplifica o inspetor. “O movimento deve ser intenso, e a grande preocupação está voltada ao excesso de velocidades, falta do cinto de segurança, transporte incorreto de crianças e embriaguez ao volante”, complementa. 

A conscientização dos motoristas sobre a importância de comportamentos seguros no trânsito também será priorizada, por meio de ações de Educação para o Trânsito. Serão abordados os principais comportamentos que aumentam o risco de acidentes e a gravidade das ocorrências. Segundo a PRF, as rodovias mais violentas e com índices de infrações são a BR-153, BR-060 BR-452 e BR-414, que cortam o estado de Goiás.

Prevenção de afogamentos

Visando a prevenção de afogamentos em Goiás, o Corpo de Bombeiros do estado (CBMGO) também iniciou a operação Férias – Turista Seguro, com o objetivo de realizar algumas ações ao longo das margens do Rio Araguaia. Aproximadamente 300 bombeiros estarão presentes em nove municípios goianos, incluindo Aragarças, no oeste do estado, Aruanã e Faina, no noroeste goiano. 

Com o aumento do fluxo de visitantes, o CBMGO lembra da importância de os turistas estarem atentos e seguirem as orientações para evitar acidentes. Uma dessas orientações é a utilização do colete salva-vidas, conforme explicado pelo capitão Daniel Marra. “Se você estiver em um município onde o Corpo de Bombeiros esteja presente, é recomendado que prefira utilizar as praias monitoradas pela corporação”, aponta. 

“Recomendamos o uso do colete salva-vidas, que é considerado o elemento de segurança número um nas águas. Também é aconselhável não dirigir embarcações ou se aventurar no rio se estiver sob efeito de bebidas alcoólicas. Ao seguir essas medidas, você reduz significativamente o risco de afogamento. Além disso, evite utilizar equipamentos que possam gerar chamas em acampamentos, como fogões, cigarros, isqueiros ou velas próximas a barracas de lona, plástico ou palha, pois eles podem causar incêndios que se propagam rapidamente”, ressalta o capitão.

Dicas para viagem

Antes de pegar a estrada são necessárias algumas orientações, como realizar uma revisão completa do veículo antes de pegar a estrada, checar os freios, faróis, limpadores de para-brisa e luzes traseiras. Além disso, é fundamental respeitar os limites de velocidade, manter distância de segurança, ultrapassar apenas quando for seguro e não distrair a atenção no trânsito. Os motoristas são aconselhados a planejar a viagem, evitando horários de pico, e a fazer pausas para descanso a cada três ou quatro horas de direção.

Fonte: O Hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *