GoiásPolítica

Governo de Goiás compra 1.950 coletes antibalísticos para Polícia Penal

Com investimento de R$ 4,2 milhões, equipamento está sendo distribuídos para todos os policias penais do Estado

Polícia

Governo de Goiás compra 1.950 coletes antibalísticos para Polícia Penal
Com investimento de R$ 4,2 milhões, equipamento está sendo distribuídos para todos os policias penais do Estado
Dr. Renato FeitosaDr. Renato FeitosaDez 17, 2023 – 10:210
Facebook Twitter
Governo de Goiás compra 1.950 coletes antibalísticos para Polícia PenalPolicial Penal recebe colete antibalístico adquirido com recursos do Governo de Goiás/Fotos: DGPP

O Governo de Goiás, por meio da Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP), iniciou a entrega de coletes antibalísticos para todos os policiais penais do Estado. A DGPP adquiriu 1.950 coletes, ao custo de R$ 4,2 milhões. A compra é inédita na administração penitenciária goiana.

Os equipamentos de segurança começaram a ser entregues pela 6ª Coordenação Regional Prisional, em Rio Verde, que compreende oito municípios e dez unidades prisionais, e pela 4ª Regional, em Caldas Novas, que reúne dez municípios e 13 unidades. A entregas devem se encerrar no final deste mês.

“Esses coletes vão trazer mais segurança e tranquilidade para os nossos policiais. É mais um grande avanço da Polícia Penal de Goiás”, afirma o diretor-geral de Polícia Penal, Josimar Pires. “É algo inédito e mostra o quanto o Governo de Goiás vem se esforçando para equipar os policiais penais”, emenda o diretor-geral adjunto, Firmino José Alves.

Equipamento de segurança e proteção individual, os coletes antibalísticos ajudam a absorver o impacto e reduzir ou impedir a penetração no corpo de projéteis de armas de fogo e estilhaços de explosões.

Investimentos

De 2019 a 2022, o investimento no sistema penitenciário goiano por parte do Governo de Goiás foi de R$ 111,2 milhões. Esse recurso foi distribuído na construção e reforma de unidades prisionais, compras de equipamentos de informática e hospitalares, armamento e munições, dentre outros.

Exemplo foi a construção de dois novos presídios de segurança máxima em Goiás. A Unidade Prisional Especial de Planaltina abriu 388 vagas, enquanto que a Unidade Prisional Estadual de Águas Lindas disponibilizou mais 300 vagas.

Diretoria-Geral de Polícia Penal – Governo de Goiás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *