Política

Secretários de Rogério Cruz vão à Câmara explicar pedido de empréstimo milionário

O secretário de Finanças, Vinícius Alves e de Infraestrutura, Denes Pereira (Solidariedade) estiveram nesta segunda-feira (18/12) na Câmara dos Vereadores de Goiânia para uma audiência pública promovida pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para explicar como os R$ 710 milhões solicitados junto a Caixa Econômica Federal ou ao Banco do Brasil vão ser investidos.

Segundo a proposta, os recursos serão investidos em 52 obras nas áreas de infraestrutura, de mobilidade, de modernização da gestão, de saúde e de educação. Por aproximadamente duas horas, os titulares, detalharam o projeto e responderam a questionamentos dos vereadores.

De acordo com Vinícius Alves, o município sempre contraiu empréstimos para a realização de obras de investimento. O secretário destacou que a atual gestão está com grande volume de obras em infraestrutura, em saúde e em educação. “Foram investidos, com recursos próprios, mais de R$ 200 milhões”, afirmou.

Ainda segundo Vinícius, a Prefeitura terá prazo de dez anos para amortizar o empréstimo, em caso de autorização pela Câmara. Denes Pereira informou aos vereadores que muitas das obras listadas no PL estão licitadas, após conclusão dos respectivos orçamentos e projetos. O secretário disse ainda que os recursos permitirão o término de obras em execução.

De acordo com o projeto, os recursos serão aplicados da seguinte forma:

  • Infraestrutura, mobilidade e modernização da gestão: R$ 640 milhões
  • Saúde: R$ 49,5 milhões
  • Educação: R$ 20 milhões

Avaliação da CCJ

O presidente da CCJ, vereador Henrique Alves (MDB), declarou que a audiência pública foi importante para dar transparência aos debates sobre o empréstimo.

O relator da matéria na comissão, vereador Thialu Guiotti (Avante), afirmou que adotará viés técnico na análise do projeto e não fixou prazo para a entrega do relatório.

Fonte: Mais Goiás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *