Acidente

Tragédias nas rodovias marcam início de ano

Um dia que seria especial, mas acabou ficando marcado de maneira dolorosa na vida da nutricionista Aline Francelino. Isso por que o médico Thiago Ubirajara Araújo Rosa, de 39 anos, morreu no dia do aniversário da esposa, vítima de acidente de trânsito na GO-060. 

O acidente aconteceu na terça-feira (23), quando Aline completou 39 anos. O marido voltava de um plantão no Hospital Municipal de Anicuns quando, por motivos ainda desconhecidos, bateu de frente com o carro do pastor Arnaldo Moreira, de 56 anos, entre Santa Bárbara de Goiás e Claudinápolis, no distrito de Nazário.

A nutricionista descreveu o companheiro como uma pessoa doce, carinhosa e com grande amor pela medicina. “Eu estou destruída por dentro, mas quero que ele seja lembrado pela pessoa maravilhosa que era. Uma pessoa doce, carinhosa, que passava a imagem de durão, mas no fundo tinha um coração gigante”, disse a esposa.

Thiago e o pastor ficaram presos às ferragens dos veículos e, quando o Corpo de Bombeiros chegou no local, ambos já haviam falecido. O amigo do médico, que preferiu não se identificar disse que “ele fez 12 horas de plantão em Anicuns e estava voltando para casa, em Goiânia”, explicou.

O dia 23 de janeiro de 2024 também ficará marcado na vida da Déborah Sardinha. Sua mãe, que morava em Anápolis, estava indo visitar a avó na cidade de Petrolina de Goiás, a 55 km de distância, mas no caminho acabou se envolvendo em um acidente. 

Eliane Sardinha morreu após o carro bater na grade de proteção da rodovia, decolar e bater de frente com um caminhão. “Minha mãe estava acostumada com o caminho, ela estava indo para a casa da minha avó, mãe dela, que mora em Petrolina. Ela nunca foi de mexer em celular ou correr, sempre foi extremamente prudente com tudo. Nós acreditamos que ela teve um mal súbito”, disse Déborah Sardinha.

A filha conta que, olhando a imagem do acidente, não encontra outra possibilidade que explique a batida. “Uma pessoa consciente ou pisaria no freio ou jogava o carro para o lado. Ela foi em direção ao outro carro. Ela não pisou no freio e não desviou, acho que já estava desacordada quando bateu”, completou.

Horas antes do acidente, Eliane mandou uma mensagem de bom dia para a filha. As duas se falavam diariamente e constantemente. “Bom dia, minha princesa! Deus te proteja, te amo”, escreveu Eliane para a filha. A mensagem foi enviada às 7h16. Cerca de 1h depois, a filha respondeu ao bom dia, dizendo que também a amava. A câmera de segurança registrou o acidente às 11h10.

O produtor rural Rafael Gonzatti, de 39 anos, também morreu em um acidente de trânsito em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal. O caso aconteceu no km 100 da BR-050. De acordo com a Prefeitura de Cristalina, os três feridos foram encaminhados para unidades de saúde da cidade, sendo que um deles deve ser transferido para Goiânia.

Após o acidente, a Prefeitura lamentou a morte de Rafael e explicou que o empresário deixou esposa e filha. “Cristalina está oficialmente de luto com a precoce partida de Rafael, nascido na cidade há 39 anos e membro de uma das primeiras famílias que acreditaram no potencial do agronegócio no município, ainda no início da década de 1980″, escreveu.

Os acidentes nas rodovias do Brasil estão cada vez mais graves. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet-MG), nos últimos 15 anos, a proporção de mortes em relação ao número de acidentes aumentou 50%. A análise foi feita com base nos dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Mas embora a quantidade de acidentes nas rodovias federais goianas tenha crescido, o número de mortes por acidentes se manteve o mesmo, isso comparando o mesmo período de 01 a 25 de janeiro de 2023 e 2024. Conforme um levantamento do Jornal OHoje, a PRF em Goiás apontou que neste período do ano passado foram registrados 132 acidentes, com 9 mortes e 173 feridos. Já apenas em 2024, o número de acidentes subiu para 148, porém o número de mortes fatais se manteve em 9, e a quantidade de feridos foi de 183.

Em entrevista, o superintendente da PRF, Tiago de Almeida Queiroz, apontou que as rodovias federais com maior incidência de acidentes graves são a BR-153 e BR-060. A imprudência e a falta de atenção do motorista são as principais causas dos acidentes de trânsito. “Por isso, a Polícia Rodoviária Federal sempre orienta dirigir com atenção e respeitar as normas, as sinalizações, os limites de velocidade de cada via”, diz Queiroz.

Para as famílias enlutadas o que fica na memória são as lembranças dos dias vividos com seus entes. “Estamos muito tristes, ela era a alegria da nossa família. Minha mãe era a pessoa mais extrovertida que já vi na vida. Nossos dias não serão mais os mesmos, ela era a mais carinhosa, amável, temente, amava treinar, ter alimentação saudável. Eu desconheço alguém com caráter igual ao dela”, disse a filha Déborah.

Thiago, citado no início desta reportagem, deixou duas filhas de relacionamentos anteriores e sua esposa. Nas redes sociais, Aline publicou uma foto do casal com a legenda: “Eu quero que você vá em paz e obrigada por ter compartilhado comigo a sua existência.” Em outra foto aparece os pulsos do casal com tatuagens iguais, com a escrita: “Te lobo”. “Nós passamos por muitas coisas difíceis ultimamente, e você vai ficar comigo em coração, alma e na minha pele enquanto eu estiver viva”, escreveu.

FONTE:O HOJE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *