Polícia

Brasileiro que controlava pagamentos de casas de apostas e movimentou R$ 15 bilhões é preso pela PF

A Polícia Federal prendeu, nesta quarta-feira, 7, um brasileiro suspeito de controlar um grupo de empresas com sede em Santana do Livramento (RS), que movimentou, entre 2019 e 2023, cerca de R$ 15 bilhões. O homem radicado em Montevidéu, no Uruguai, é investigado por evasão de divisas e lavagem de dinheiro cometidos no mercado de intermediação de pagamentos para plataformas de apostas e de investimentos no exterior.

Segundo a PF, as remessas de dinheiro ao exterior se davam de maneira informal ou irregular, em dólar ou criptoativos. O grupo mantinha um fundo estrangeiro responsável pela compensação remota de pagamentos. Paralelamente, o grupo investigado contava com o apoio de uma exchange de criptoativos para efetuar a remessa de valores ao exterior de maneira totalmente informal.

Ainda de acordo com a PF, a organização usava o mercado de câmbio formal para documentar o envio desse dinheiro para outros países como forma de dar aparência de legalidade às operações. Uma corretora e um banco de câmbio estão sendo investigados por possível envolvimento nesses processos.

Outras empresas não diretamente ligadas à organização eram usadas para movimentar parte dos recursos como forma de burlar os sistema de controle e compliance dos bancos e dissimular as movimentações financeiras. Há suspeitas de que essas ferramentas de intermediação financeira serviam para a lavagem de capitais de pessoas vinculadas a práticas de estelionato eletrônico e de tráfico de drogas, por exemplo.

A investigação é resultado de uma atuação conjunta da Delegacia de Polícia Federal em Santana do Livramento e do Grupo de Investigação para Repressão à Lavagem de Dinheiro e Crimes Financeiros (LAFIN/RS).

FONTE:JORNAL OPÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *