Polícia

11 DRP – FORMOSADelegacia de Plananltina de Goiás

Golpe do Paco : PCGO realiza operação contra investigados que realizam estelionatos no DF e GO.

A Delegacia de Polícia de Planaltina de Goiás deu cumprimento, nesta data, a mandado de prisão, em face de Daniela Rodrigues dos Santos, 31 anos. O outro acusado, Carlos Sérgio Alves da Silva, 54 anos, encontra-se foragido.

Daniela foi denunciada pelo crime de estelionato juntamente com Carlos Sérgio Alves da Silva. Ambos são acusados de praticarem o crime de estelionato, na modalidade conhecida como “conto do paco”, na cidade de Planaltina de Goiás. Os acusados também agiram na cidade de Planaltina/DF, Ceilândia/DF, Brazlandia/DF e Trindade/GO.

Conforme restou apurado, a vítima, no dia 20/06/2023, após realizar uma transação bancária no Itaú, localizado no setor norte de Planaltina-GO, dirigiu-se a uma loja de departamento. Os imputados, acreditando que ela havia sacado dinheiro, armaram o golpe e seguiram ela do banco até o comércio. Na loja, a vítima notou que a carteira de CARLOS, havia caído. Ela prontamente recolheu a carteira e a devolveu ao imputado. Nesse momento, DANIELA, aproximou-se e também interagiu com o denunciado e a vítima.  CARLOS, agradecendo o gesto de honestidade, ofereceu um presente da sua alegada loja de relojoaria para ambas.

Nesse contexto, o imputado pediu que esperassem enquanto buscava o presente. DANIELA deixou sua bolsa com a vítima e acompanhou seu comparsa. Momentos depois, DANIELA retornou com um relógio e uma quantia em dinheiro. Acreditando na boa-fé dos autores, a vítima deixou sua bolsa com a DANIELA e foi em busca de seu presente. No entanto, ao retornar, constatou que tanto CARLOS quanto DANIELA haviam desaparecido com sua bolsa, contendo cartões de crédito, carregador de telefone, fotos, dinheiro e documentos pessoais, totalizando um prejuízo superior a R$ 250,00.

Importante destacar que os acusados possuem um histórico criminal extenso na prática delitiva do mesmo crime, tendo sido preso inúmeras vezes, nos últimos anos. Sérgio, por exemplo, confessou, em uma de suas prisões, que pratica esse delito há pelo menos 20 anos. Daniela também possui um longo histórico criminal, com diversas passagens por estelionato e associação criminosa.

Se condenados, ambos podem pegar até cinco anos de reclusão.

JUSTIFICATIVA PARA DIVULGAÇÃO DE IMAGEM DE PRESO

Tendo em vista a portaria 547/2021 da DGPC e considerando que a apresentação da imagem de pessoas presas ou investigadas, em determinadas situações, pode contribuir para o aparecimento de novos elementos de informação, notadamente quando seu reconhecimento pela população possibilite a escorreita apuração dos fatos, com o surgimento de novas vítimas e testemunhas, autorizo a divulgação da imagem do indiciado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *