Brasil

Saiba quem são os maiores e mais ricos fazendeiros do Brasil

O Brasil é um país que se destaca por grandes fazendeiros dedicados a pecuária e agricultura, atividades que estão presentes em todo território nacional. O agronegócio desempenha um papel crucial para a economia brasileira, sendo uma das principais bases do desenvolvimento do país. Dentro deste contexto, o Jornal Opção destacou os principais nomes do agronegócio brasileiro e suas hiperbólicas propriedades rurais:

Em Goiás, destacam-se como os fazendeiros mais ricos: João Alves, Marcelo Limírio e Igor Nogueira, proprietários da Fazenda Nova Piratininga em São Miguel do Araguaia, uma das maiores do Brasil. A propriedade, adquirida por R$ 310 milhões, agora vale mais de 3 bilhões de reais após extensas reformas e trabalho em equipe. Com quase 150 mil hectares, a fazenda é um dos maiores criadouros de gado do Brasil, atendendo às demandas do mercado nacional e contando também com uma vasta plantação de milho e soja, com investimentos maciços em agricultura de precisão.

No Acre, o conhecido apresentador Carlos Massa, o Ratinho, é o principal fazendeiro, possuindo duas propriedades no estado. Uma delas, com 150 mil hectares, é a maior do Acre e a principal propriedade do apresentador. A outra possui quase 40 mil hectares, totalizando quase 200 mil 0 hectares de floresta, permitindo a extração de madeira dentro da legalidade.

No Piauí e Maranhão, José Antônio Gorgen, conhecido como Zezão, é um dos maiores fazendeiros de todo o Nordeste e o produtor rural mais rico desses estados. Ele faz parte do grupo Riza, atuando em diversos setores do agronegócio. Com uma fazenda de cerca de 20 mil hectares em Baixa Grande do Ribeiro, no Noroeste do Piauí, e outras quatro propriedades nos dois estados, a Riza possui aproximadamente 45.000 hectares de plantio.

Em Rondônia, Nadir Razini destaca-se como responsável pelo maior confinamento de gado do estado, a Fazenda Juliana, situada a 40 km de Chupinguaia. Com início modesto há mais de 27 anos, a fazenda agora movimenta cerca de 75 mil cabeças de gado por ano, destacando-se pela ênfase em sustentabilidade e práticas de conservação ambiental.

No Pará, Roque Galhato é conhecido como o verdadeiro rei do gado brasileiro, controlando o Grupo Gual, cujo plantel ultrapassa 200 mil cabeças distribuídas em oito fazendas no sul do Pará. Inicialmente um usineiro em Ourinhos, interior de São Paulo, Roque explorou a região de Xinguara na Amazônia e hoje é considerado o maior pecuarista do Brasil.

Em Minas Gerais, Antônio Luciano é conhecido como o maior dono de fazendas da história do Brasil, tendo impacto significativo especialmente na capital mineira. Proprietário de 300 fazendas, 30 mil terrenos, mil casas para aluguel e todos os cinemas de Belo Horizonte, seu legado é objeto de uma disputa contínua entre seus 30 filhos.

Em São Paulo, José Batista Sobrinho, mais conhecido como Zé Mineiro, é reconhecido como um renomado pecuarista e fundador da JBS, maior empresa de carne bovina do mundo. Com mais de 113 mil cabeças confinadas em diversas fazendas, a JBS é avaliada em quase bilhões de reais.

No Mato Grosso, Blairo Maggi é proprietário da Amaggi, uma das maiores empresas agrícolas do Brasil, sendo um dos maiores produtores de soja do mundo. Com mais de 252 mil hectares dedicados à pecuária, agricultura e reflorestamento, o patrimônio de Blairo Maggi é estimado em mais de 10 bilhões de reais.

No Rio Grande do Sul, Eduardo Logemann é o presidente herdeiro da SLC Agrícola, uma das maiores empresas agrícolas do Brasil e produtora de soja, milho e algodão. Com mais de 400 mil hectares, a empresa é uma extensão da família Logemann, desenvolvida com carinho e dedicação ao longo dos anos.

FONTE:JORNAL OPÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *