Política

Seria o Brasil um País de presidentes criminosos?

A operação contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e os seus seguidores deflagrada na última semana pela Polícia Federal (PF), por suspeita de tentativa de golpe de estado, escancarou a trama por trás do clã Bolsonaro. O crime se junta à série de investigações envolvendo o político, no centro de escândalos e polêmicas desde que assumiu a presidência da República em 2018. 

Em seis anos (contando 2024), Bolsonaro foi investigado por corrupção, propagação de fake news e desvios de verba pública, além de omissão e por, supostamente, entrar com as joias milionárias do Oriente Médio de forma irregular no Brasil. 

O ex-presidente, porém, não está sozinho. O atual mandatário do país, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está com 5 processos trancados e/ou suspensos na Justiça. Mesmo dizendo que foi “absolvido de tudo”, como afirmado por ele durante as eleições presidenciais de 2028, o petista foi considerado inocente em só três dos 11 processos mais conhecidos.

O que os dois têm em comum? Simples: ambos tiveram suas condutas postas em xeque pelas autoridades. A diferença é que um foi preso e agora está comandando o Brasil, e o outro comandou o Brasil e está prestes a ser preso.

O cenário é desanimador. Afinal, não importa se um “fez muito pelos pobres” ou se o outro representa a “família cristã”. É fato: criminoso é criminoso.

FONTE:JORNAL OPÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *